Natasha Valente deixa passado no Tricolor: "Eu sou flamenguista"

GLOBO ESPORTE: Se o Flamengo está de volta ao vôlei profissional, Natasha Valente está de volta ao lar. Aos 28 anos, a ponteira é a atleta mais experiente do elenco rubro-negro, apresentado na última quarta-feira (25) e que irá disputar a Superliga B, divisão que dá acesso ao principal torneio do esporte no país. Carioca e rubro-negra, a ponteira não esconde a felicidade de jogar no time do coração.

— Eu sou flamenguista, meu pai é flamenguista fanático, minha mãe já jogou vôlei no Flamengo e eu já fiz natação aqui também quando era pequenininha. Estou em casa — disse Natasha.

Natasha Valente no Flamengo - Foto: Divulgação
Em um elenco com muitas jovens da base e com média de idade de 23 anos aproximadamente, Natasha não chegou nem aos 30, mas já é a mais velha. A ponteira sabe que terá a missão de ajudar as atletas mais novas, no caminho do Flamengo para voltar à elite do esporte no Brasil. Com passagens por vários clubes do país e também pelo vôlei de praia, a atleta entende como sua experiência pode agregar ao grupo.

— Eu tenho um pouquinho de todos os lugares que eu passei, então tenho muito a somar e agregar ao time. Tem uma garotada muito nova. Então vou ter que mostrar para elas que tem que ter paciência, tem que ficar tranquila, sem ansiedade. É uma responsabilidade muito grande servir de espelho para as mais novas. A expectativa é muito grande. Já estamos treinando e trabalhando duro para dar o nosso melhor e ser campeãs dessa Superliga B — analisou.

Depois de muitos anos sem disputar competições no adulto, o vôlei feminino do Flamengo quer retomar os tempos de glória na modalidade. Apesar de a camisa ter peso, com três títulos nacionais no currículo, o clube rubro-negro tem que recomeçar do zero. Para Natasha, essa situação não é nova. A jogadora participou do projeto do Fluminense, que agora disputa a Superliga na divisão principal. Para a ponteira, o tempo atuando no rival foi muito proveitoso, o que a deixa ainda mais animada para jogar pelo time da Gávea.

— É um projeto muito bacana esse do Flamengo. Eu já fiz parte de um projeto parecido, no Fluminense. Foi uma das melhores experiências da minha vida. Então, agora estou muito feliz de participar desse projeto do Flamengo — concluiu a atleta.


Carioca e rubro-negra, a ponteira não esconde a felicidade de jogar no time do coração.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget