Persistência de Vitinho foi fundamental para acerto com Flamengo

ESPN: Por Gabriela Moreira

Vitinho começou a fazer os exames médicos para se apresentar ao Flamengo antes mesmo de assinar o contrato com o clube e ter a certeza que o negócio seria fechado. O atacante pediu a bola e a carregou até onde pôde para que a negociação desse certo. Raio X, exames de imagem, todos os que não dependiam de requisição médica, mas que sabia que o Flamengo exigiria para sua contratação, ele fez antecipadamente.

Quando o Flamengo recebeu o email com a resposta do CSKA à nova proposta do clube, na terça-feira de manhã, imediatamente o médico Márcio Tannure deixou o treino no Ninho do Urubu com a missão de voar para Rússia e examinar o atleta. Passou em casa, avisou à família e pegou o primeiro voo com destino a Moscou. Chegou à cidade na quarta e encontrou o agente pessoal de Vitinho, Miguel Góes, que o aguardava no desembarque.

Vitinho com camisa do Flamengo - Foto: Divulgação
Avaliado e aprovado pelo médico, Flamengo e CSKA assinaram o contrato de compra e venda do atleta na própria quarta. No mesmo dia, Vitinho e Flamengo firmavam o contrato de trabalho com duração até 31 de dezembro de 2022.  O rubro-negro ainda chegou a sugerir que deixassem para assinar no Rio, após a chegada dele, neste sábado, mas o atleta não quis esperar. Firmado o contrato, com data a valer a partir deste sábado, o jogador ainda teria mais um treino e um compromisso a cumprir pelo clube russo, a partida desta sexta, vencida pelo time e faturando, assim, o título da Supercopa da Rússia em cima do rival Lokomotiv.

Jogar esta partida foi um pedido do presidente, Yevgeny Giner, que não queria liberá-lo. Foi a condição imposta pelo dirigente após receber o jogador para uma conversa. Olho no olho, o jogador convenceu o presidente. Nas últimas semanas, Vitinho bateu à porta de Giner duas vezes para explicar o quanto queria ser jogador do Flamengo. A última e mais incisiva foi após saber que o rubro-negro havia recebido um email do CSKA no qual o clube informava que só iriam liberar o jogador em dezembro.

A mensagem chegou na quinta-feira dia 19 (antes do jogo contra o Botafogo) levando desalento para quem participava da negociação. Vitinho tratou de acalmar a todos e assumiu a responsabilidade de colaborar para o desfecho. Inconformado com a possibilidade de não acontecer, o jogador chegou a extrapolar o sentimento ao deixar o gramado no último domingo, substituído, em amistoso pelo CSKA. Não podia deixar a chance passar. Sabe que, aos 24 anos, está na fase mais importante de sua carreira e se imaginou vestindo as cores do seu time de infância a cada ida ao Maracanã, desde sempre, mas especialmente nas últimas rodadas do Brasileiro antes da Copa do Mundo, quando, de férias no Brasil, era presença certa nos camarotes do estádio.

Como parte do público, via o Maracanã lotado saudar a boa fase dos meninos da base. Garotos que como ele, outro dia estavam se enfrentando em competições de base quando era jogador do Botafogo. No elenco rubro-negro tem alguns amigos, entre eles o lateral Klebinho, sobre quem chegou a citar em alguma das conversas que teve com os novos dirigentes. Mas no Flamengo, terá também outros inesperados reencontros, como Léo Inácio, atual coordenador de Transição entre a base e o profissional, de quem foi contemporâneo no Audax-RJ. Léo no profissional e ele, à época, na base. Outro ex-colega que vai rever será Réver, dos tempos de Internacional.

Desfecho

Carlos Noval, o diretor de futebol, Bruno Spindel, diretor-geral, e o presidente Eduardo Bandeira de Mello, falaram inúmeras vezes com o atleta neste período. Ricardo Lomba, vice de futebol, referendava os passos dos executivos, tendo como consultores o financeiro e o jurídico do clube. Na última segunda-feira, deram a cartada final. Após sair do Ninho, Spindel enviou um novo email aos russos. O clube aumentou ao limite que podia a proposta financeira (pouco mais de 10 milhões de euros ou mais R$ 44 milhões) e estabeleceu mais uma vez que a oferta só valia se fosse para ter o atleta imediatamente.

Algumas horas depois, com Vitinho na ponta de lá, chegou o retorno. O CSKA aceitou e o negócio foi fechado com um bônus numa futura negociação do jogador. Caso ele seja vendido pelo Flamengo por valor maior do que o comprado, os russos levarão entre 10% e 15% de luvas.

Ao saber do aperto de mãos, Vitinho ligou para todos. E continuou tendo pressa. As partes combinaram que o anúncio só seria feito após o fim da partida do CSKA desta sexta, com tempo suficiente para ele se despedir dos colegas no vestiário. Trato feito, o menino cujo querer foi nutrido na favela Nova Brasília, uma das 15 favelas do Complexo do Alemão, tem fome de bola.

Aos dirigentes, dessa vez rubro-negros, fez mais um pedido: "Quero chegar e treinar. Quero estar pronto para o jogo de quarta (contra o Grêmio, na Copa do Brasil)", disse o atacante.

E assim, será.  Uma atividade, de acordo com o cansaço que a viagem vai lhe impor, está sendo montada para que ele comece a se ambientar.  Vitinho chega sábado à noite e já treina no Ninho no domingo pela manhã. Vai trabalhar antes mesmo de pisar no gramado do Maracanã, pouco depois das 14h deste domingo. Vai realizar seu sonho de menino, como cantou Roberto Ribeiro em "Todo menino é um rei". "Um menino que sonha com coisas, que sonha demais,  "um sonho de moleque". 

Em tempo

Uma força tarefa foi montada pelo jurídico do clube afim de agilizar a regularização do jogador. Neste sábado, mesmo sem expediente, a CBF vai receber todos os documentos que já estão em poder do clube. Faltará apenas um, o comunicado de encerramento do contrato do atleta, que deve ser emitido pelo clube, junto à Federação russa.  Este documento só pode ser emitido a partir de sábado, quando o vínculo com o jogador será formalmente encerrado.

Atualização: na manhã deste sábado, o Flamengo informou que devido a um problema técnico no avião, o jogador Vitinho só chegará neste domingo à tarde ao Rio de Janeiro. Do aeroporto irá direto ao Maracanã. Se não houver qualquer atraso, saudará a torcida no intervalo. A apresentação acontecerá segunda-feira, no Ninho.

O rubro-negro ainda chegou a sugerir que deixassem para assinar no Rio, após a chegada dele, neste sábado, mas o atleta não quis esperar.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget