Rômulo reaparece em momento decisivo do Flamengo

LANCE: Três anos no rival Vasco e quatro no Spartak Moscou, todos em alto nível. Rômulo chegou ao Flamengo em janeiro de 2017 sob muita expectativa, sobretudo pela torcida acreditar que o volante faria com que o criticado Márcio Araújo fosse preterido para a Libertadores passada. Não rolou, e Rômulo passou a ser escanteado aos poucos.

Agora, mais de um ano e meio depois no Ninho do Urubu, Rômulo volta a ser a bola da vez. Com a suspensão de Cuéllar e a venda de Jonas, é a opção mais previsível do técnico Maurício Barbieri para o retorno do Campeonato Brasileiro, no qual o Flamengo, líder, receberá o São Paulo na próxima quarta-feira. Deve ser a sua volta à titularidade após quase cinco meses.

Rômulo no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
O jogo em questão foi o clássico diante do Fluminense, em fevereiro, cujo o Flamengo, então comandado por Paulo César Carpegiani, saiu goleado por 4 a 0, mas apenas com reservas em campos e titulares poupados. Rômulo levou cartão amarelo e saiu no intervalo, ainda mostrando um abismo em relação ao que já apresentara em sua carreira.

No pontapé inicial do Carioca, Rômulo foi escolhido por Carpegiani para ser o capitão de um time composto por diversos garotos do sub-20. Chegou a ser capitão, mas também não correspondeu e, ao longo da competição, perdeu o posto de reserva imediato de Cuéllar para Jonas - novo reforço do Al-Ittihad (SAU) e que havia retornado de empréstimo e não estava integralmente nos planos inaugurais.

Ao todo, são 33 jogos neste período, com um gol (pela Libertadores-2017, contra o San Lorenzo), sendo apenas 16 como titular. Nada como um teste diante do São Paulo, em duelo pela liderança do Brasileirão, para mostrar que Rômulo, que vem treinando entre os 11 ultimamente, pode revigorar sua trajetória no Rubro-Negro e se tornar útil para o restante da temporada, algo que Willian Arão, outro bastante perseguido pela torcida, tem realizado nos últimos jogos.

Antes perto de sair, Rômulo chegou com Seleção em mente

O Flamengo contratou Rômulo a custo zero, pois o mesmo havia acabado de rescindir com o Spartak. Assinou um contrato de quatro temporadas A chegada criou uma perspectiva tão positiva que o própria atleta, em sua mensagem de agradecimento pelo acordo, à época, citou a Seleção Brasileira como escopo.

- Venho agradecer ao Flamengo pelo esforço empreendido para contar comigo em seu elenco nas próximas quatro temporadas. Obrigado mais uma vez ao torcedor que desde as primeiras sondagens já abraçou meu nome. A melhor forma de respeitar a minha história é dar o melhor de mim no presente, e é isso que posso prometer aos milhões de torcedores rubro-negros, um Rômulo muito motivado com essa repatriação, com vontade de brigar por títulos e voltar à nossa Seleção, sobretudo, ciente da responsabilidade de vestir a camisa desse tão grande clube - comentou.

E Rômulo esteve muito próximo de deixar o Fla. Apontado como um dos membros de uma possível barca desde janeiro deste ano, o volante por pouco não parou no Internacional - um antigo interessado - em abril. Uma troca com o lateral-esquerdo Uendel chegou a ser cogitada, porém, ao menos por enquanto, o negócio com os gaúchos emperrou.

Ao que tudo indica, Rômulo terá mais uma ótima oportunidade para mostrar serviço e, quem sabe, fazer jus à multa rescisória de R$ 8 milhões, até para ele valorizar-se em caso de uma saída no fim do ano, definitiva ou não.

Agora, mais de um ano e meio depois no Ninho do Urubu, Rômulo volta a ser a bola da vez.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget