As decepções e surpresas do primeiro turno do Brasileirão

ONE FOOTBALL: Dezenove rodadas do Brasileirão já ficaram para trás. O São Paulo está no topo da tabela e completa o G-4 junto com Internacional, Flamengo e Grêmio. Na parte de baixo, Vitória, Atlético-PR, Ceará e Paraná ocupam a zona que nenhum clube deseja ocupar.

Nessas 19 rodadas, aconteceu um pouco de tudo – seja para o bem, ou seja para o mal. A redação da Onefootball levantou quais foram as maiores surpresas e decepções até aqui.

AS SURPRESAS

Carille se despede do Corinthians

Sejamos sinceros: alguém esperava que Fábio Carille fosse deixar o Corinthians? Após a conquista do Brasileirão no ano passado, o treinador iniciou 2018 com a conquista do Campeonato Paulista e na campanha pela Copa Libertadores. Contudo, em maio, o técnico recebeu uma proposta do futebol árabe e, já na sétima rodada do Campeonato Brasileiro deixou a equipe.

Foto: Gilvan de Souza
São Paulo e Inter

Na temporada passada, o Tricolor brigou para não cair. O Colorado, por outro lado, passou 2017 na segunda divisão e só retornou à elite após ser vice do campeão América-MG. Quem diria que, ao final do primeiro turno, essas duas equipes seriam, respectivamente, líder e vice-líder do Brasileirão?

O artilheiro Pedro

Com a saída de Henrique Dourado para o Flamengo, o Fluminense precisava rapidamente de uma peça de reposição. Sem encontrar uma opção no mercado, Abel Braga começou a dar chances ao jovem atacante da base. E deu certo! Aos 20 anos, Pedro se tornou artilheiro do Campeonato Carioca com sete gols – o mais jovem na história do Tricolor. No Brasileirão, o garoto segue a boa fase e, até o momento, é o melhor marcador da competição com dez gols, superando – e por muito – o próprio Dourado, que balançou as redes apenas quatro vezes.

A saída de Roger Machado e a chegada de Felipão

Em 2018, à frente de um dos elencos mais caros do país, Roger Machado conseguiu a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores. Ainda assim, o treinador não conseguiu se manter no cargo e foi demitido na 15ª rodada, deixando o time na sexta posição. Nomes como Abel Braga, Dorival Júnior e Luxemburgo começaram a ser ventilados como possíveis substitutos. Mas a diretoria do Palmeiras surpreendeu e trouxe ninguém mais, ninguém menos que Felipão.

A campanha do América-MG

No início da temporada, a equipe mineira era uma das candidatas ao rebaixamento. Contudo, o América-MG surpreendeu neste primeiro turno de Campeonato Brasileiro. Com 22 pontos, a equipe ocupa a 10ª posição na tabela. Vale a pena ressaltar que, ainda assim, o Coelho está a apenas três pontos da zona de rebaixamento.

AS DECEPÇÕES

Santos Futebol Clube

Consideradas uma das grandes equipes do “eixo”, o Santos não montou um time para ser considerado um dos favoritos ao título do Brasileirão. Contudo, também não era de se imaginar que a equipe passaria praticamente o primeiro turno inteiro brigando contra o rebaixamento. Jair Ventura conseguiu resistir até a Copa e ganhou uma nova chance após a pausa – mas não durou muito. Cuca foi a escolha da diretoria para tentar resgatar o clube da Vila Belmiro. Em três jogos, o novo treinador soma uma vitória, um empate e uma derrota.

A perda de jogadores

O mercado de transferências foi cruel com os clubes brasileiros. Principalmente durante a parada da Copa, os clubes perderam alguns de seus protagonistas. Alguns, já estavam negociados, como Vinícius Júnior (Flamengo) e Arthur (Grêmio). Outros, como Róger Guedes (Atlético-MG), Éder Militão (São Paulo) e Balbuena (Corinthians) talvez não estivessem previstos. Nem mesmo os técnicos resistiram: o Botafogo, por exemplo, fazia boa campanha sob o comando de Alberto Valentim, mas o treinador deixou o clube carioca para se juntar ao Pyramids, do Egito – clube do qual já foi demitido.

Dança das cadeiras entre os técnicos

A lista dos treinadores que deixaram seus clubes no Campeonato Brasileiro é grande: 19 técnicos foram demitidos ou pediram para sair. Para efeito de comparação, na temporada de 2015, 32 técnicos foram demitidos até o final do ano. Até agora, em 2018, ainda com um turno a ser disputado, mais da metade dessa marca já foi atingida.

Com a saída de Henrique Dourado para o Flamengo, o Fluminense precisava rapidamente de uma peça de reposição.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget