Atlético-PR recebe o Flamengo no maior jogo de torcida única

UOL: A Arena da Baixada sempre foi um território hostil para o Flamengo. Visitar o Atlético Paranaense costuma ser sinônimo de dureza ao Rubro-Negro carioca, que em toda a história venceu apenas uma vez na casa do Furacão. Entretanto, o estádio nunca foi tão estranho ao clube do Rio como será neste domingo, às 11h, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois dos torcedores de Cruzeiro, Santos, São Paulo, Internacional e Vitória, chegou a vez da maior torcida do Brasil conhecer o projeto da "torcida única".

Por conta de uma resolução do Ministério Público do Paraná, que foi encampada pela diretoria do Furacão, nenhum torcedor poderá entrar na Arena da Baixada com camisas e adereços do Flamengo, tampouco haverá espaço reservado aos torcedores do time carioca. Isso não significa que o flamenguista não poderá assistir ao jogo no estádio: para não contrariar o Estatuto do Torcedor, a compra de ingressos é livre em qualquer setor – desde que seguidas as regras do MP-PR e do Atlético.

Torcida do Flamengo na Arena da Baixada - Foto: Divulgação
A medida desagrada à própria torcida atleticana, que tem sido coibida, em represália antecipada, de ver o time longe de Curitiba. Já foi assim nos jogos contra Botafogo, Paraná e Ceará, e será assim contra o Flamengo, na última rodada do campeonato, em decisão já anunciada pela diretoria da Gávea. Os atleticanos resolveram sugerir aos flamenguistas mais ousados, que desejarem ir ao jogo mesmo sem setor reservado, que comprem entradas no Setor Coronel Dulcídio, onde habitualmente ficavam os visitantes.

"Achei uma evolução da torcida. Eles estão entendendo que é um evento de lazer, de esporte, e que tem de prevalecer o bom senso, evitar confusão. Essa atitude é digna de aplausos", declarou o promotor Maximiliano Deliberador, que é o mentor do projeto.

"Uma coisa é não haver confusão porque a polícia vai estar lá para apartar; outra é você ter o pensamento civilizado. Foi extremamente importante o que eles fizeram", concluiu, dizendo ainda que o MP-PR irá divulgar um estudo sobre o projeto nos próximos dias. Deliberador considera o duelo entre Atlético e Flamengo o ponto alto do projeto até aqui.

Mas nem todo mundo vê com tanto otimismo a possibilidade de os próprios torcedores se organizarem nas arquibancadas e torcerem pacificamente. Preocupada com focos de brigas – como os que ocorreram no jogo contra o Internacional – a organizada "Os Fanáticos" soltou nota qualificando o projeto como uma "armadilha". A torcida protocolou ofícios na PM-PR e no MP, alertando para problemas.

"Temos 40 anos de arquibancada e se tem algo que entendemos bem é isso!", diz a nota, "Fazer os próximos jogos com torcida única é um pedido especial, quase implorando, para que a torcida atleticana caia nesta armadilha e arrume confusão dentro do estádio e o tal projeto piloto hipócrita ganhe algum tipo de apoio. (...) Todos estão cientes dos riscos de torcida única, assim como estavam cientes em Joinville em 2013. Esperamos que os responsáveis não fujam como fugiram naquela oportunidade", prosseguiu o texto, relembrando a briga generalizada entre torcedores do Furacão e do Vasco na Arena Joinville.

Na ocasião, a Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina não disponibilizou policiamento para a partida. A nota ainda faz um apelo: "A Torcida Os Fanáticos pede paz e liberdade para torcer em casa e como visitante!" Vasco e Grêmio, clubes com os quais há um clima de animosidade entre os atleticanos, serão os próximos a jogarem em Curitiba.

Técnico do Flamengo, Mauricio Barbieri lamentou a decisão das autoridades paranaenses:

"Eu não conheço a fundo o porquê dessa decisão, então é difícil falar sobre ela, mas é um fato que nos entristece. Mas preocupar, não. A gente tem tido bom desempenho dentro e fora de casa, e vamos procurar ir lá e fazer um grande jogo, tentar buscar a vitória".
Em campo, o Atlético não poderá contar com um dos principais jogadores do momento para a equipe, que ensaia uma reação na temporada. Marcelo Cirino, um velho conhecido do Flamengo, se lesionou na coxa esquerda e fica de fora. O técnico Tiago Nunes poderá promover a estreia de Anderson Plata, recém-chegado do Santa Fe, da Colômbia. Ele enfrentou o Fla nos dois jogos entre os clubes pela Libertadores. Nikão também é opção.

Em relação ao Flamengo, Barbieri fez mistério e não revelou se irá ou não poupar jogadores.

"Fazemos avaliações corriqueiramente para ver quem tem risco de lesão. Quando precisa a gente segura. Pelas avaliações, fazemos trocas. Vários fatores para escolher a melhor equipe. Pode ser que o melhor time hoje não seja o melhor contra o Atlético-PR", disse.

Chegou a vez da maior torcida do Brasil conhecer o projeto da "torcida única".

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget