Clubes recebem proposta pelos direitos internacionais do Brasileiro

TORCEDORES: Por Thiago D Amaral

Segundo o blog do jornalista Rodrigo Mattos no UOL, fundo inglês faz clubes repensarem o acordo com empresa brasileira. Contrato já é válido para o Brasileiro de 2019.

Conforme apurado pelo colega Rodrigo Mattos, um fundo inglês não divulgado pode ficar com os direitos internacionais de transmissão do Campeonato Brasileiro. Os clubes a receberam essa semana e os valores os fizeram repensar a proposta feita anteriormente com o grupo nacional Riza. O fundo inglês teria oferecido 220 milhões de dólares, equivalente a 815 milhões de reais. Dirigentes dos clubes já marcaram reunião em Brasília para discutir a proposta.

Grêmio x Flamengo na Arena pelo Campeonato Brasileiro - Foto: Lucas Uebel/Getty Images
Nos novos contratos válidos a partir de 2019, a Globo não comprou os direitos internacionais. Isso deixou os direitos em aberto e a CBF se propôs a negociá-los para os clubes. Dentre as propostas recebidas, a do banco de investimentos Riza Capital foi a melhor. Essa foi de 550 milhões de reais pelos direitos internacionais e das placas em volta do campo. Foram 440 pelas placas e 110 pelos direitos.

Tudo parecia certo, até que, durante a Copa, surgiu uma proposta informal do fundo inglês, formalizada essa semana. Os 220 milhões de dólares seriam pagos como luvas aos clubes. Depois, o fundo começaria a revender os direitos e repassaria parte do dinheiro aos clubes quando os 220 milhões fossem cobertos.

Na próxima terça, em Brasília, uma reunião com dirigentes dos clubes decidirá sobre o que fazer com a proposta. Entre os clubes estão Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Atlético-PR e Coritiba. A possibilidade da criação de uma associação dos clubes também será discutida.

”Já tinha sido encaminhado o acerto com esse fundo (Riza Capital) então existe uma discussão que os clubes vão ter sobre o timing dessa proposta. Temos que ver quanto teremos de tempo para analisar a nova proposta (do fundo inglês) porque a outra estava para ser assinada”, contou o vice-presidente executivo do Cruzeiro, Marco Antônio Lage, que é parte da comissão.  ”Economicamente, existe uma vantagem. Clubes têm que ver se abrem nova negociação.”

Entre os clubes estão Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Atlético-PR e Coritiba.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget