Das 4 derrotas do Flamengo no Brasileirão, 3 tiveram reservas

LANCE: O discurso de que o Flamengo vai brigar nas três competições das quais participa - Campeonato Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil - com a alegação de que tem elenco para isso, na prática, não vem se mostrando efetiva. A equipe que, até pouco tempo, era líder do Brasileiro, terminou o primeiro turno na terceira colocação (atrás de São Paulo e Internacional) e, das quatro derrotas que teve até o momento na competição, em três estava com time misto em campo.

Contra a Chapecoense, em maio, o primeiro revés no Brasileiro. Em partida que marcou o retorno do atacante Guerrero após punição por teste positivo em antidoping, o Flamengo foi a campo com uma equipe quase toda reserva, uma vez que, três dias depois, enfrentaria o Emelec (EQU),em jogo-chave pela fase de grupo da Libertadores.

Lucas Paquetá com jogadores do Flamengo - Foto: Staff Images
Diante do Grêmio, Léo Duarte, Réver, Diego e Marlos (titular à época) foram poupados visando o confronto com o Cruzeiro, pela Libertadores. Derrota por 2 a 0, na Arena do Grêmio. No confronto com o Atlético-PR, Flamengo foi a campo sem Diego e Réver, que apontaram desgastes musculares, e Diego Alves, com dores no joelho direito. Para evitar perdê-los diante da maratona de duelos decisivos, ficaram no Rio e Fla teve novo revés.

Com o time titular, neste primeiro turno, apenas uma derrota: para o São Paulo, no Maracanã, partida que colocou o Tricolor paulista de vez na briga pela liderança.

Recentemente, o técnico Maurício Barbieri salientou que não há estratégias certas ou erradas em casos como esse, destacou o trabalho de toda a comissão e fez críticas ao calendário do futebol brasileiro. Ele, porém, admitiu que algumas peças fizeram falta no último domingo.

- Sempre sentiremos falta dos jogadores que vêm atuando. Mas já tivemos situações assim antes e conseguimos o resultado. Tem que dar os méritos ao Atlético, que melhorou seu jogo também. Às vezes falam "o seu adversário direto venceu o Atlético", mas era Atlético. Faltou a gente ter mais equilíbrio para não ceder a vantagem a eles. No segundo tempo, eles tiveram chances, mas criamos mais oportunidades para fazer os gols. O segundo tempo foi mais um jogo que deveríamos ter feito desde o início, mas não fomos capazes - disse, após a derrota para o Atlético-PR.

Veja as escalações:

Contra Chapecoense (fora de casa): César; Pará, Léo Duarte, Juan e Trauco; Jonas, Rodinei, Jean Lucas e Diego; Marlos e Guerrero

Contra São Paulo (em casa): Diego Alves; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Romulo, Lucas Paquetá, Diego, Éverton Ribeiro e Marlos; Guerrero

Contra Grêmio (fora de casa): Diego Alves; Rodinei, Thuler, Juan e Renê; Cuéllar, Jean Lucas, Lucas Paquetá, Éverton Ribeiro e Vitinho; Uribe

Contra Atlético-PR (fora de casa): César; Rodinei, Léo Duarte e Thuler e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá, Éverton Ribeiro e Vitinho; Uribe

Com o time titular, neste primeiro turno, apenas uma derrota: para o São Paulo, no Maracanã.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget