Flamengo não honrou a parte dele no pacto com a torcida

ESPN FC: Por João Luis Jr.

Uma coisa que eu tentei nunca fazer, em todos os textos que eu escrevi aqui, em todos as noites ruins de Flamengo que eu presenciei desde que comecei essa coluna na ESPN, foi questionar a dedicação ou seriedade de qualquer atleta rubro-negro.

Questionei a capacidade cognitiva de alguns jogadores? Claro. duvidei da aptidão técnica de outros? Com certeza. Recomendei para vários a recolocação profissional, chegando até mesmo a mencionar o Pronatec com opção? Não vou negar. Mas sempre tentei manter em mente que se um jogador está vestindo a camisa do Flamengo ele está dando o máximo dele, ainda que esse máximo em certos casos possa ser muito pouco ou quase nada.

Fernando Uribe reclamando no Flamengo - Foto: Getty Images
Mas diante da derrota da equipe para o Cruzeiro, com uma atuação patética diante de um Maracanã lotado, sofrendo dois gols que misturam preguiça, má vontade e pura estupidez, não vejo outro recurso além de começar a considerar a possibilidade de que sim, o Flamengo esteja de sacanagem.

Senão, de que maneira explicar o resultado dessa quarta-feira? Será a atuação de Rodinei um silencioso e velado protesto contra o governo Michel Temer? Será o sumiço de Everton Ribeiro um alerta para que lembremos de todas as crianças que desaparecem no Brasil todos os anos? Terá sido a atuação de Uribe uma performance artística contemporânea estilo Marina Abramovic pra ver qual de nós torcedores iria chorar primeiro?

Porque sem alguma justificativa altamente elaborada como talvez um teste psicológico realizado por Barbieri para ver a que extremos uma torcida precisa ser submetida para começar a pedir pela entrada de William Arão, apenas a mais pura sacanagem explica um Flamengo patético, acéfalo e apequenado, que garantiu que o Cruzeiro tivesse menos trabalho para fazer dois gols do que deve ter tido para despachar suas malas na viagem de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro.

E também porque, por mais ofensivo que possa ser até mesmo para a índole dos jogadores, acreditar que o time na noite dessa quarta-feira esteve de sacanagem ainda é menos terrível, menos assustador, do que imaginar que esse é o novo normal e vamos ter que suportar atuações como a de hoje outras vezes durante o ano. Afinal, se eles estão de sacanagem eles podem parar a hora que quiserem, mas se esse for o futebol que o essa equipe planeja apresentar no resto da temporada aí realmente fica complicado suportar os jogos e meses que ainda temos pela frente.

Deixamos de acreditar na classificação ou time? Claro que não, porque ser flamenguista é assinar um tácito acordo coletivo que prevê fé infinita e a crença inabalável de que tudo só acaba quando termina. Mas numa noite como a de hoje o Flamengo com certeza não honrou a parte dele no pacto com a torcida e tornou muito mais complicado pra cada um de nós realizar a nossa parte.

Questionei a capacidade cognitiva de alguns jogadores? Claro. duvidei da aptidão técnica de outros? Com certeza.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget