Flamengo reencontra o Cruzeiro completamente diferente de 2017

GLOBO ESPORTE: Dez meses e 12 dias depois do jogo de volta da final da Copa do Brasil de 2017, Cruzeiro e Flamengo voltam a se enfrentar em caráter decisivo. Desta vez, o duelo é pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã.

Quase um ano após aquela decisão, os dois times já mudaram bastante. O campeão da Copa do Brasil perdeu os titulares Diogo Barbosa, Hudson e Alisson.

No Rubro-Negro, Alex Muralha foi emprestado ao futebol japonês, Everton vendido ao São Paulo e Guerrero não chegou a acordo por renovação.

Mano Menezes, ainda técnico da Raposa, deve levar a campo seis jogadores diferentes da decisão do ano passado. Mauricio Barbieri, que chegou ao Fla em janeiro desse ano para ser auxiliar da comissão técnica permanente, tem mais mudanças em relação à equipe que Reinaldo Rueda levou à final do ano passado. São oito titulares diferentes no Flamengo.

Diego Alves em Grêmio x Flamengo - Foto: Lucas Uebel/Getty Images
Quatro ganham posição no Fla de Barbieri

A equipe escalada por Rueda na grande decisão, no Mineirão, tinha Alex Muralha, Pará, Réver, Juan, Trauco; Cuéllar, Arão, Diego; Berrío (hoje, em fim de recuperação de lesão), Guerrero e Everton.

Diego Alves já estava contratado, mas não podia atuar na Copa do Brasil. Na época, Rodinei, Léo Duarte, Renê e Lucas Paquetá (suspenso nesta quarta, mas que foi titular no ataque no primeiro jogo por que Guerrero cumpria suspensão) eram reservas. Jean Lucas, provável titular na vaga de Paquetá, ainda atuava mais nos juniores e foi definitivamente promovido aos profissionais em janeiro de 2018.

Barbieri faz mistério. A escalação deve ser Diego Alves, Rodinei, Réver, Léo, Renê; Cuéllar, Jean Lucas (Paquetá está suspenso), Diego; Éverton Ribeiro, Uribe e Marlos. Entre os novos titulares, Uribe e Marlos foram contratados este ano. Vitinho, nova atração rubro-negra, deve ficar no banco.

Empate nos dois jogos

Depois de empatarem por 1 a 1 no jogo de ida da final da Copa do Brasil, no Maracanã, Cruzeiro e Flamengo entraram em campo no dia 27 de setembro do ano passado, no Mineirão, para decidir quem levantaria o troféu. Os 90 minutos terminaram sem gols, e a Raposa acabou conquistando o pentacampeonato nos pênaltis, ao vencer por 5 a 3.

Para o duelo desta quarta-feira, Mano Menezes não deu indícios do time que entrará em campo. No entanto, se compararmos, por exemplo, a equipe que iniciou o segundo duelo da final da Copa do Brasil com a que vem atuando mais regularmente este ano, serão seis peças diferentes em relação ao time campeão de 2017.

O lateral-esquerdo Diogo Barbosa, o volante Hudson e o atacante Alisson deixaram o clube e foram para Palmeiras, São Paulo e Grêmio, respectivamente. Egídio, Lucas Silva e Arrascaeta ocupam essas vagas. E, por opção do treinador, Edilson, Dedé e Barcos têm atuado nas funções que foram ocupadas por Ezequiel, Murilo e Raniel no jogo em que o Cruzeiro ergueu a taça no ano passado.

Mano Menezes deve iniciar o jogo no Maracanã com Fábio, Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Barcos.

No Rubro-Negro, Alex Muralha foi emprestado ao futebol japonês, Everton vendido ao São Paulo e Guerrero não chegou a acordo por renovação.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget