Flamengo tem a chance de revidar feito do América-MG em 2008


GLOBO ESPORTE: Perder o jogo de ida por dois gols de diferença deixa a vida complicada em qualquer mata-mata. Quando o resultado adverso vem dentro de casa, então, nem se fala. O Flamengo foi derrotado por 2 a 0 para o Cruzeiro em pleno Maracanã e viu sua situação complicar na Libertadores. E a história da competição mostra que uma reversão não é impossível, mas bastante difícil.

Em 31 vezes que o mandante do primeiro jogo perdeu por dois ou mais gols de diferença num mata-mata de Libertadores, em apenas duas o placar foi revertido jogando fora de casa.

E uma delas o torcedor rubro-negro lembra bem: o América-MEX levou 4 a 2 do Flamengo em casa, mas conseguiu 3 a 0 no Maracanã comandado por Cabañas e avançou às quartas de final em 2008.

Ibson e Renato Augusto após eliminação do Flamengo para o América-MEX em 2008 - Foto: AFP
A outra é mais recente. No ano passado, o Deportivo Capiatá largou atrás na Pré-Libertadores ao perder para o Universitario-PER por 3 a 1 dentro de casa, mas foi buscar a classificação em terras peruanas, ao fazer 3 a 0.

O número de vitórias dos visitantes na volta em situações como essa, mesmo sem conseguir a classificação, também é pequeno: foram apenas mais quatro. Vale lembrar que a contagem é feita a partir de 1988, quando o critério do saldo de gols foi adotado nas fases de mata-mata da principal competição sul-americana.

Para ser o terceiro clube a conseguir o feito heroico na Libertadores, o Flamengo precisa vencer o Cruzeiro no Mineirão no próximo dia 29 por dois ou mais gols de diferença, desde que marque no mínimo três vezes fora de casa. Um 2 a 0 rubro-negro leva a decisão para os pênaltis.

Veja a lista completa:

1989 (Quartas) – Cobreloa (CHI) 0 x 2 Danubio (URU) – Danubio venceu na volta: 2 x 1
1990 (Oitavas) – Pepeganga (VEN) 0 x 6 Independiente (ARG) – Independiente venceu na volta: 3 x 0
1991 (Oitavas) – Deportes Concepción (CHI) 0 x 3 América de Cáli (COL) – empate na volta: 3 x 3
1993 (Quartas) – Independiente Medellín (COL) 0 x 2 Junior Barranquilla (COL) – empate na volta: 0 x 0
1995 (Oitavas) – Independiente (ARG) 0 x 3 Vélez Sarsfield (ARG) – empate na volta: 2 x 2
1995 (Oitavas) – Olímpia (PAR) 0 x 3 Grêmio – Grêmio venceu na volta: 2 x 0
1996 (Oitavas) – Espoli (EQU) 1 x 3 Corinthians – Corinthians venceu na volta: 2 x 0
1996 (Quartas) – Corinthians 0 x 3 Grêmio – Corinthians venceu na volta, mas perdeu no saldo: 1 x 0
1997 (Oitavas) – Nacional (URU) 1 x 3 Colo-Colo (CHI) – Nacional venceu na volta, mas perdeu no saldo: 2 x 1
1999 (Oitavas) – Emelec (EQU) 1 x 3 Estudiantes de Mérida (VEN) – Emelec venceu na volta, mas perdeu no saldo: 1 x 0
2000 (Oitavas) – Cerro Porteño (PAR) 0 x 4 River Plate (ARG) – River venceu na volta: 1 x 0
2000 (Quartas) – Atlas (MEX) 0 x 2 Palmeiras – Palmeiras venceu na volta: 3 x 2
2001 (Oitavas) – Deportes Concepción (CHI) 1 x 3 Vasco – Vasco venceu na volta: 1 x 0
2002 (Oitavas) – Olmedo (EQU) 0 x 5 Monarcas (MEX) – Monarcas venceu na volta: 3 x 2
2006 (Pré) – Colo-Colo (CHI) 1 x 3 Chivas (MEX) – Chivas venceu na volta: 5 x 3
2006 (Oitavas) – Newell’s Old Boys (ARG) 2 x 4 Vélez Sarsfield (ARG) – Empate na volta: 2 x 2
2007 (Pré) – Cobreloa (CHI) 0 x 2 Paraná – Empate na volta: 1 x 1
2008 (Oitavas) – América-MEX 2 x 4 Flamengo – América venceu e avançou na volta: 3 x 0
2009 (Pré) – El Nacional (EQU) 0 x 5 Nacional (URU) – Empate na volta: 3 x 3
2009 (Oitavas) – San Martin (PER) 1 x 3 Grêmio – Grêmio venceu na volta: 2 x 0
2010 (Quartas) – Cruzeiro 0 x 2 São Paulo – São Paulo venceu na volta: 2 x 0
2011 (Pré) – Alianza Lima (PER) 0 x 2 Jaguares (MEX) – Jaguares venceu na volta: 2 x 0
2013 (Quartas) – Real Garcilaso (PER) 1 x 3 Santa Fé (COL) – Santa Fé venceu na volta: 2 x 0
2014 (Pré) – Caracas (VEN) 0 x 2 Lanús (ARG) – Lanús venceu na volta: 1 x 0
2014 (Quartas) – Atlético Nacional (COL) 0 x 2 Defensor (URU) – Defensor venceu na volta: 1 x 0
2015 (Pré) – Alianza Lima (PER) 0 x 4 Huracán (ARG) – empate na volta: 0 x 0
2016 (Pré) – Oriente Petrolero (BOL) 1 x 3 Santa Fé (COL) – Santa Fé venceu na volta: 3 x 0
2016 (Semifinal) – São Paulo 0 x 2 Atlético Nacional (COL) – Atlético venceu na volta: 2 x 1
2017 (Pré) – Montevideu Wanderes (URU) 0 x 2 The Strongest (BOL) – Strongest venceu na volta: 4 x 0
2017 (Pré) – Deportivo Capiatá (PAR) 1 x 3 Universitario (PER) – Capiatá venceu e avançou na volta: 3 x 0
2017 (Oitavas) – Barcelona (EQU) 0 x 3 Grêmio – Barcelona venceu na volta, mas perdeu no saldo: 1 x 0

Em outros mata-matas
Recentemente, o Flamengo perdeu o jogo de ida por dois ou mais gols jogando como mandante em outras três ocasiões, duas pela Copa do Brasil e uma pela Sul-Americana. E não conseguiu reverter nenhuma delas, nem sequer vencer como visitante na volta.

- Copa do Brasil 2000 (Quartas) - Flamengo 0 x 4 Santos - Santos venceu na volta: 4 x 2

- Copa do Brasil 2005 (Oitavas) - Flamengo 0 x 2 Ceará - empate na volta: 1 x 1

- Copa Sul-Americana 2011 (Oitavas) - Flamengo 0 x 4 Universidad de Chile - La U venceu na volta: 1 x 0

O Flamengo precisa vencer o Cruzeiro no Mineirão por dois ou mais gols de diferença, desde que marque no mínimo três vezes fora de casa.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget