Gilmar Ferreira analisa desempenho dos Cariocas na 17ª Rodada

GILMAR FERREIRA: Caiu um ponto percentual (de 18% para 17%) o índice de vitórias dos visitantes neste Brasileiro.

Nos 57 jogos das últimas seis rodadas apenas em sete deles o mandante saiu derrotado e isso demonstra o equilíbrio da competição.

Ainda mais com os times virando a chave a cada meio de semana para se ligar em estratégias distintas por conta da disputa de torneios de caráter eliminatório.

O Palmeiras, por exemplo, com a chegada de Felipão, já anunciou que suas atenções estarão voltadas para a Libertadores.

Melhor assim...

Lucas Paquetá em Grêmio x Flamengo - Foto: Lucas Uebel/Getty Images
GRÊMIO 2 x 0 FLAMENGO.

O time de Barbieri travou na Arena do Grêmio. Perdeu por 2 a 0, e há quem diga que o fraco desempenho possa ter sido um sinal de desgaste.

Não creio.

Embora o Flamengo tenha feito no pós Copa seu sexto jogo em 16 dias (um a cada 2,6) o fardo ainda é leve perto do que vem por aí.

Os rubro-negros tiveram mais posse de bola (65% a 35%) e erraram só 9% dos passes.

Mas agora o oponente não se limitou a defender o 1 a 0 dos 45m iniciais...

FLUMINENSE 1 x 1 BAHIA.

O gosto amargo oferecido pelo gol de Edigar Júnio deixou a sensação de que o time de Marcelo Oliveira fora castigado por abdicar do jogo cedo demais.

Meio verdade.

Mas é certo que o recuo é estratégico.

O Fluminense, já dissemos aqui, não tem condições de assumir o protagonismo.

O elenco é mal servido, as melhores peças são muito jovens e o equilíbrio de forças exige mais concentração de quem se propuser a jogar dessa forma...

SÃO PAULO 2 x 1 VASCO.

Duas falhas individuais tiraram ao menos um ponto do time de Jorginho.

Uma do zagueiro Ricardo, outra de Luiz Gustavo, doublé de zagueiro e lateral.

Erros que resultaram em gols, gols que decretaram a terceira derrota do time em jogos fora de casa, terceira também em seis jogos sob o comando de Jorginho.

O Vasco fez um jogo razoável, controlou as ações com até cinco no meio-campo, mas não teve força ofensiva.

E pagou caro por isso.

BOTAFOGO 0 x 0 SANTOS.

O Alvinegro carioca não venceu, como esperava a torcida.

Mas o comportamento do time no 0 a 0 ao menos desfez a imagem do time apático derrotado no Paraguai.

Jogou com alma e merecia até ter vencido.

Mas a razoável organização, a entrega e a vontade de acertar não tira a necessidade de reforços.

Zé Ricardo sentirá falta de boas opções ofensivas.

Espero que chegue com ideias capazes de aumentar a eficiência do time.

Embora o Flamengo tenha feito no pós Copa seu sexto jogo em 16 dias (um a cada 2,6) o fardo ainda é leve perto do que vem por aí.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget