Mais um vexame do Flamengo

BLOG DO PVC: Um gol de Camilo nos acréscimo premiou a boa atuação do Internacional e garantiu a vitória por 1 x 0 sobre o Paraná, diante de 45 mil torcedores, no Beira Rio. O Internacional amassou o Paraná Clube durante todo o jogo. No primeiro tempo, foram nove finalizações contra uma do Paraná. O time de Curitiba reagiu no segundo tempo, mas as alterações de Odair Hellmann foram precisas. Tirou Fabiano com cartão amarelo, deslocou Edenílson para a lateral direita, trocou Jonathan Álvez por Rossi, adiantou Nico López para centroavante.

Tudo isso deu resultado pela insistência. Foram 14 finalizações contra 7 dos paranistas. A vitória do Internacional coloca-o na liderança provisória do Brasileirão, com seu recorde particular de pontos num primeiro turno do Brasileirão. Quando fez seu maior número, em 2009, 37 sob o comando de Tite, o Internacional foi campeão do turno e vice brasileiro.

Vitinho, de azul, em Atlético-PR x Flamengo - Foto: Staff Images
Também foi recorde de público no Beira Rio no Brasileirão. O Inter é o segundo melhor mandante do Brasileirão neste momento, só atrás do Flamengo, que perdeu em Curitiba.

O Atlético Paranaense passou por cima do rival carioca em vinte minutos iniciais do primeiro tempo e cumpriu uma tradição que se aplica ao rubro-negro carioca em todas as suas visitas a Curitiba. Nos últimos vinte anos, o Flamengo perdeu 25 vezes, ganhou 6 e empatou quatro na capital do Paraná, contra seus três principais clubes. Quando foi campeão brasileiro, em 2009, caiu por 5 x 0 para o Coritiba. Na Arena da Baixada, já tinha sido goleado por 4 x 0 e 4 x 1. Contra o Atlético Paranaense na capital paranaense, não vence pelo Brasileirão desde 1974.

A péssima atuação de Rodinei foi determinante para a vitória do Furacão. O excelente rendimento de Lucho González, Raphael Veiga, Marcinho e Pablo, também. Aos 10 minutos, Rodinei fez falta estúpida, quando a jogada estava controlada. Marcinho bateu cruzado e Pablo fez 1 x 0. Aos 17 minutos, Lucho González fez passe preciso às costas de Rodinei. Renan Lodi cruzou e Veiga aproveitou o rebote para marcar 2 x 0. Aos 20, Veiga cobrou o escanteio Zé Ivaldo marcou de cabeça.

Antes do 3 x 0, Vitinho teve chance de empatar a partida em 1 x 1, mas o goleiro Santos fez milagre. Depois dos vinte minutos, o Flamengo acalmou o jogo com passes curtos, com a percepção de que primeiro era preciso estancar o sangue. Melhorou no segundo tempo com a retirada de William Arão, nulo, e a escalação de Marlos Moreno. Mesmo assim, na segunda etapa, o Atlético Paranaense chutou duas bolas na trave. Podia ser cinco.

A péssima atuação de Rodinei foi determinante para a vitória do Furacão.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget