Prepare o coração, torcedor do Flamengo

RENATO MAURÍCIO PRADO: O jogo de hoje, contra o Grêmio, pela Copa do Brasil, tem tudo para ser dramático para o Flamengo. Com um desempenho pífio depois da Copa, o rubro-negro perdeu a liderança do Brasileiro e praticamente selou a sua desclassificação na Libertadores, ao ser derrotado pelo Cruzeiro, no Maracanã, por 2 a 0. Se for eliminado pelo Grêmio, logo mais, o temido mês de agosto se confirmará trágico para o clube e poderá provocar efeitos desastrosos no Brasileiro e crise política na Gávea.

É uma partida dificílima porque o time de Renato Gaúcho, além de estar mais bem entrosado, é muito rápido e perigoso nos contra-ataques, com Luan e Everton Cebolinha. E o Flamengo precisará tomar a iniciativa. Se conseguir desempenho semelhante ao que teve, nos 35 minutos finais do primeiro confronto, pode ganhar. Mas, aposto, não será fácil. Como, aliás, não foi marcar aquele gol de empate, de Lincoln, no último lance da partida na arena do Grêmio, apesar de toda a pressão exercida ali.

Confusão entre jogadores em Grêmio x Flamengo - Foto: Lucas Uebel/Getty Images
Mauricio Barbieri manterá Henrique Dourado no comando do ataque. Não consigo entender o motivo de sua resistência a Lincoln, mas depois que o Ceifador marcou o gol da vitória contra os reservas do Cruzeiro selou sua escalação hoje à noite. Como há a possibilidade de a decisão da vaga ir para os pênaltis, o ex-tricolor ganhou ainda mais relevância.

Seja qual for o centroavante o problema maior do ataque rubro-negro nem é ele, mas a síndrome de enceradeira que caracteriza Diego e parece ter contagiado Everton Ribeiro e Lucas Paquetá. É uma dificuldade a bola chegar limpa à área adversária – na única vez que chegou, no domingo passado, Dourado marcou. Mas se a equipe de Barbieri insistir nos cruzamentos altos e erráticos sobre a área, a chance de derrota é enorme.

Contratado a peso de ouro e ainda devendo, Vitinho é a esperança para tornar o ataque rubro-negro mais efetivo. Um dos motivos para a queda de rendimento do Flamengo pós-Copa é a falta que Vinícius Jr. faz. Vitinho veio exatamente para o lugar dele. Seria bom que começasse, de fato, a ocupa-lo a partir desta noite, em que posso dar apenas um conselho aos rubro-negros: preparem seu coração! Vai ser punk!

A culpa é do sofá?

Circula nos bastidores a notícia de que a CBF, incomodada com o aumento exponencial de jogos em que os clubes têm usado times reservas, estuda limitar o número de jogadores inscritos no Brasileiro – o que dificultaria tal prática. É uma idiotice pensar nisso. O que a CBF precisa é melhorar o calendário, incentivando a redução dos estaduais e evitando a superposição de torneios importantes. Por exemplo: quando se resolveu incluir na Copa do Brasil os times que também disputam a Libertadores aumentou-se barbaramente o problema. Basta ver agora quem são os empenhados nos mata-mata das duas competições. Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro, Santos e Corinthians. Faz sentido? Claro que não. Pariram um monstro (essa nova Copa do Brasil, com os times da Libertadores e um prêmio milionário), que tratem de embalá-lo.

Mas se a equipe de Barbieri insistir nos cruzamentos altos e erráticos sobre a área, a chance de derrota é enorme.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget