Centroavantes do Flamengo não marcam há 9 jogos

GLOBO ESPORTES: Maurício Barbieri já deixou claro que escolhe o centroavante do Flamengo de acordo com as características de cada adversário. O problema é que, seja qual for o nome, a bola não tem achado o caminho do gol. Há nove jogos, Uribe, Henrique Dourado e Lincoln, homens de ofício do elenco, não sabem o que é balançar a rede.

A análise do desempenho nas partidas é ainda mais preocupante. Além de não contribuir com gols, os centroavantes, apesar de muita entrega, pouco participam das tramas ofensivas. O resultado é a sobrecarga nos homens de criação, que não só têm a missão de encontrar espaços, mas também definir jogadas.

Foto: Gilvan de Souza
O último gol de um “camisa 9” rubro-negro foi no dia 12 de agosto: Dourado aproveitou passe de Éverton Ribeiro e decretou o 1 a 0 diante do Cruzeiro, no Maracanã, pelo Brasileirão. Desde então, longo período de seca: o Ceifador e Uribe foram titulares quatro vezes, e Lincoln começou uma vez entre os 11 de Barbieri.

Veja os gols do Flamengo nos últimos dez jogos:

Vasco 1 x 1 Flamengo – Luiz Gustavo (contra)
Flamengo 0 x 0 Corinthians
Flamengo 2 x 0 Chapecoense – Diego e Renê
Internacional 2 x 1 Flamengo – Vitinho (Lincoln foi o 9 titular)
Cruzeiro 0 x 1 Flamengo – Léo Duarte
América-MG 2 x 2 Flamengo – Éverton Ribeiro e Lucas Paquetá
Flamengo 1 x 0 Vitória – Diego
Atlético-PR 3 x 0 Flamengo
Flamengo 1 x 0 Grêmio – Éverton Ribeiro
Flamengo 1 x 0 Cruzeiro – Henrique Dourado

A falta de gols dos homens de frente faz o treinador pensar em alternativas. Vitinho, inclusive, já foi deslocado para exercer função de referência, mas também não teve sucesso. Outro jogador utilizado como 9 foi Lucas Paquetá: a cria do Ninho terminou avançado no empate em 1 a 1 no clássico contra o Vasco, em Brasília, mesmo com Dourado e Lincoln como opções no banco.

A próxima oportunidade para um centroavante desencantar é no domingo. Pela 26ª rodada do Brasileiro, o Flamengo tem confronto direto na parte de cima da tabela: recebe o Atlético-MG, às 16h (de Brasília), no Maracanã.

O resultado é a sobrecarga nos homens de criação, que não só têm a missão de encontrar espaços, mas também definir jogadas.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget