Comprometimento, o que falta ao Flamengo sobra no Corinthians

BRUNO VOLOCH: Comprometimento.

Essa foi a diferença básica entre Corinthians e Flamengo.

Barbieri não pode ser considerado o único responsável pela eliminação do time. Mas é claro que a bomba vai estourar nas mãos dele.

Vai cair. Questão de tempo.

O Flamengo tinha mais time, elenco superior, jogadores mais qualificados e dominou os dois jogos, mas e daí. Posse de bola mentirosa no Rio e em São Paulo.

Lucas Paquetá, do Flamengo, contra o Corinthians - Foto: Gilvan de Souza
O Corinthians passou porque entendeu suas limitações e jogou primeiro para não perder. Venceu. Ganhou porque teve comprometimento, foi aplicado taticamente e tinha esquema tático definido.

Os jogadores compraram a ideia de Jair Ventura. Marcar para depois, de possível, atacar.

O Flamengo não.

Pagou caro o preço da arrogância e prepotência dos dirigentes.

Morreu exatamente como no estadual e na libertadores.

Pagou caro o preço da arrogância e prepotência dos dirigentes. Morreu exatamente como no estadual e na libertadores.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget