Corinthians abandona parceria com Fla por direitos internacionais

O GLOBO: O Corinthians se juntou aos clubes da Série A que já tinham assinado o contrato para negociação dos direitos internacionais do Brasileirão. Desta forma, o bloco dos que entraram no projeto agora passa a ter 18 times. Flamengo e Atlético-PR são as exceções.

O time paulista vinha resistindo diante da alegação da existência de outra proposta de um fundo estrangeiro, mas cedeu. Do montante de R$ 550 milhões por quatro anos - a ser rateado entre os clubes que aderiram -, R$ 110 milhões correspondem aos direitos internacionais. A outra fatia é para a venda de publicidade estática, cujo contrato o Corinthians permaneceu sem assinar e fará venda individual, conforme anunciado no início do processo. A CBF ficará com 10%. Ambos os ativos pertenciam à TV Globo.

Bandeirinha de escanteio do Flamengo no Maracanã - Foto: Cris Dissat / Fim de Jogo
A responsável pela negociação dos direitos internacionais é a BR Foot. A empresa vê a inserção do Corinthians, mesmo em só um dos itens, como uma consolidação do projeto, embora não tenha conseguido convencer a totalidade dos clubes da elite nacional. A venda de publicidade estática, portanto, abrange 17 clubes da Série A, já que flamenguistas e atleticanos também não aderiram.

A BR Foot foi vencedora do processo de concorrência promovido pela CBF, iniciado em fevereiro. Após receber as propostas, a entidade reuniu os clubes para apreciação e decisão da vencedora. Só que, já na fase final de assinaturas, o Atlético-PR trouxe aos clubes a informação de que outro grupos de investimento faria proposta superior, algo que não se concretizou.

O período em que alguns dirigentes ficaram reticentes gerou instabilidade entre clubes e CBF, atrasando também o planejamento de apresentação do portfólio da empresa no exterior, já que o acordo entra em vigor em 2019. Além disso, a situação retarda o pagamento de luvas aos clubes que aderiram: R$ 5 milhões.

- Cadê a proposta, cadê a minuta de contrato, cadê o valor? Seria um risco perder uma situação por conta de algo que não se concretizou. O Grêmio assinou porque vai receber para ver se anda essa questão do futebol brasileiro no mercado exterior. É um mercado que os clubes não dominam. São quatro anos para prospectar - citou o presidente gremista, Romildo Bolzan.

O bloco dos que entraram no projeto agora passa a ter 18 times. Flamengo e Atlético-PR são as exceções.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget