Entrevista com Matheus Dantas, zagueiro-artilheiro do Flamengo

COLUNA DO FLAMENGO: Por Higor Neves e Venê Casagrande

Nos últimos anos, o lema “Craque a gente faz em casa” voltou a ter ascensão no Flamengo. Com diversos atletas das categorias de base se destacando no profissional e sendo procurados pelo mercado europeu, o Rubro-Negro se tornou novamente uma referência no que diz respeito à formação de jogadores. Agora, um dos atletas de destaque na base do Fla, que mostra potencial para se destacar também entre os profissionais, é o zagueiro Matheus Dantas.

Aos 20 anos de idade, o garoto é um dos capitães do sub-20 rubro-negro. Com 1,82 m de altura, o defensor se destaca não só pelo poder defensivo, mas também por aparecer bem na bola aérea ofensiva e ser forte nas cobranças de faltas. Dantas, inclusive, confessa que gosta da fama de “zagueiro artilheiro”.

Matheus Dantas, do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
— Eu gosto dessa fama de ser artilheiro, mas eu venho trabalhando muito não só bolas defensivas, mas como bolas ofensivas também. Acho que esse é um fruto de um trabalho muito bem feito, não só meu, mas como da comissão e do grupo também que vem ajudando. Isso é importante pra um zagueiro sim, acho que é um momento único.

O prazer em marcar gols ajuda a explicar um pouco das referências que o Garoto do Ninho tem em sua posição. Quando perguntado sobre quem ele tinha como referência, Dantas citou Juan, maior zagueiro artilheiro da história do Flamengo, e Sergio Ramos, astro do Real Madrid, conhecido por gols decisivos ao longo da carreira.

— Minha atual referência no Flamengo é o Juan, sem dúvida. Por ter conquistado vários títulos e jogado em vários clubes na Europa. Além de ter jogado uma Copa do Mundo. É um grande exemplo, grande referência. No futebol mundial tenho o Sérgio Ramos, do Real Madrid. É meu ídolo. Me espelho nele. Me empenho para que um dia eu seja igual ou melhor do que ele.

CONFIRA OS OUTROS ASSUNTOS DA ENTREVISTA COM DANTAS:

Coluna do Flamengo: Nos últimos três anos, o Flamengo conquistou dois títulos da Copinha, principal competição nacional na categoria sub-20. Qual você acha que é o diferencial do Fla em relação aos outros clubes?

A torcida do Flamengo é muito diferente. Não tem igual no mundo inteiro. É o maior clube do Brasil. O Flamengo é um clube grande que vive de vitórias e a gente tenta passar um legado pra torcida e pro time principal, que o Flamengo é um clube de raça, de conquistas, de estar sempre querendo mais.

Na temporada de 2018, Léo Duarte, que veio da base, se tornou titular absoluto do Flamengo. Mas, antes disso, ele passou duas temporadas recebendo poucas oportunidades. Caso você não tenha chances inicialmente, prefere seguir trabalhando internamente ou ser emprestado?

Tenho sonho de atuar no Flamengo profissionalmente. Ainda mais com a grandeza, torcida e história. Tenho vontade de não só jogar, mas fazer história. Eu tenho trabalhado muito para esperar oportunidades, mas isso vai acontecendo naturalmente. Tô me empenhando, estou me preparando e fortalecendo a cada dia, tanto mentalmente, quanto fisicamente e tecnicamente, para quando precisarem de mim, estar preparado para ajudar o time de cima.

Jorge, Felipe Vizeu, Lucas Paquetá, Vinicius Junior… todos esses são atletas da base que entraram em momentos de necessidade e corresponderam bem. Você acha que, para quem vem da base, é mais fácil lidar com essa pressão?

A gente da base já está bem acostumado com esse tipo de pressão, tanto na Copa São Paulo, no Brasileirão… Todos os campeonatos são em altíssimo nível. A gente já está bem preparado, com a cabeça boa, está sempre trabalhando psicologicamente, fisicamente e tecnicamente, para que possamos estar prontos para atuar bem no profissional.

O processo de transição para o profissional costuma ser um dos mais difíceis para os jovens atletas. Como você enxerga isso? Existe trabalho específico com a base para que as joias não ‘se percam’?

É um trabalho que tem que ser trabalhado com calma. Tem que ter paciência… Nós, da base, temos muito talento, mas pode fazer diferença na frente. A gente trabalha todo dia, entramos dentro de campo almejando chegar nos profissionais. Estamos bem maduros e com a cabeça boa. Estamos nos preparando para poder estar à disposição.

Além de zagueiro, você já chegou a atuar ou se sente bem em outra posição?

Assim que cheguei no Flamengo eu joguei como volante, até que um dia eles me atrasaram pra zaga e graças a Deus estou sendo muito feliz. Tô empenhado e motivado para novas conquistas.

Você começou o ano sendo reserva, muito por conta dos problemas físicos sofridos anteriormente, e chega à reta final da temporada como um dos protagonistas na categoria. Quais fatores você acredita que foram fundamentais para essa reviravolta?

Tive duas lesões que me atrapalharam muito, mas que não foram pedras no meu caminho para que eu que renovasse e se preparasse mais Isso foi uma das coisas que me ajudaram a crescer como pessoal e atleta. Isso que me fortalecer mais para que eu corresse atrás dos meus objetivos. Isso não me abalou. Eu sou muito apegado a Deus. Isso me fortaleceu mais ainda para que eu não desistisse do meu sonho e pensasse em parar por ali. Somente pedir a Deus muita tranquilidade, calma e sabedoria para passar por cima de todas as dificuldades. Hoje sou um dos protagonistas da categoria, por conta de muito trabalho e dedicação no dia a dia, sempre com os pés no chão e sem passar por cima de ninguém. Comecei o ano como reserva, mas isso me fortaleceu mais ainda. Sempre empenhado e buscando alternativas para que eu melhorasse. É fruto de muito trabalho, esforço e cabeça boa para que as coisas aconteçam naturalmente.

Aos 20 anos de idade, o garoto é um dos capitães do sub-20 rubro-negro.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget