Faltou Flamengo


Mais uma vez a história se repete e o Flamengo sai de outra competição de maneira fria.

O nosso já bom e velho (melhor dizer mau e velho) arame liso deu as caras no Itaquerão, não fazendo com que posse de bola e 666 passes laterais pra lá e pra cá se transformem no que mais interessa no futebol: bola na rede.

O jogo começou morno, morno. Com cara de que a mesma modorrência sem gols da primeira partida fosse repetida, dadas as conhecidas incompetências das duas equipes no ataque.

Pará, Réver e Everton Ribeiro no Flamengo - Foto: Getty Images
Quando o Corinthians achou um gol, pra coisa não animar muito, o Flamengo logo após achou outro e devolveu a partida para seus moldes sonolentos, com scouts pra lá de humildes, cravando simplórios 2 a 1 pra nós em finalizações.

O segundo tempo subiu o termômetro parcos 1 ou 2 graus, mas de forma alguma esquentou. E arrisco dizer que se o Pedrinho não marcasse de forma eficiente na primeira bola que pegou, os dois times iam ficar por ali se observando e aguardando a decisão por pênaltis.

Do lado de lá o Corinthians fez o jogo que sabe fazer. Muita aplicação tática pra marcar e uma ou outra chegada lá na frente pra ver no que dá.

Do lado de cá… Não fizemos o que realmente não sabemos. Atacar de forma eficiente. Muricy definiu bem: “O Flamengo tinha a posse de bola mas você via que não ia acontecer nada”.

O segundo gol dos paulistas só fez intensificar a qualidade (ou falta delas) das duas equipes. Tal qual no jogo do Rio, todo o resto se resumiu ao duelo entre um sistema defensivo eficiente, contra um não-sistema ofensivo inoperante.

Agora já foi. Enquanto a histeria das redes sociais vai caçar os potenciais culpados, os jogadores e a diretoria vão tirar do bolso as mesmas desculpas de sempre.

Nem todo rubro-negro tá completamente triste, é bem verdade, e mais uma vez os holofotes vão se dividir entre o campo, com o restante do Brasileirão, e os bastidores eleitorais, com cada lado envolvido tendo certeza que a partir do ano que vem tudo estará resolvido. Com os mais exagerados prometendo e acreditando que o Mundial de 2019 já é praticamente uma realidade. Sendo que lá atrás, no começo de tudo, os dois lados protagonistas do pleito atual eram um só.

Bem… Isso aqui é Brasil. Não é uma exclusividade rubro-negra ver na política ex-aliados agindo como se não se conhecessem.

Fechando. E voltando ao futebol. São só 3 pontos pro líder e muita bola pra rolar até dezembro. Ainda que “sasparada aê” do time parecer não ter a mínima ideia de como fazer gols atrapalhar um cadinho o planejamento…

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

PS: Mas aquela bola do Pará no último minuto… Ai, aí…

Fechando. E voltando ao futebol. São só 3 pontos pro líder e muita bola pra rolar até dezembro.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget