"Flamengo aplicou muito mal recursos nas contratações", diz Landim

UOL: A cobrança da torcida por um futebol vencedor foi o foco de Rodolfo Landim ao lançar candidatura à presidência do Flamengo nesta terça-feira (25). O evento, realizado em um cinema na Zona Sul do Rio de Janeiro, contou com cerca de 500 pessoas. Diversas figuras influentes da política rubro-negra marcaram presença.

Um rápido filme sobre a trajetória de Landim no Flamengo foi exibido no telão. Ali, críticas ao futebol já apareceram, principalmente sobre a apatia demonstrada pela equipe em algumas ocasiões. Landim prometeu um time diferente caso seja eleito em dezembro.

"Queremos que o Flamengo volte a ser vencedor. Precisamos ter cobranças e metas claras. O comportamento precisa mudar, começando de cima. Eu vou cobrar e isso seguirá por toda estrutura. O Flamengo deixará de ser esse time apático que temos visto. Hoje, não somos respeitados", afirmou.

Lançamento da candidatura de Rodolfo Landim no Flamengo - Foto: Amanda Kestelman
Rodolfo Landim criticou também o processo de contratação do CIM (Centro de Inteligência e Mercado) e disse que a forma de gerenciamento do departamento de futebol será alterada. Ele defendeu uma reavaliação dos profissionais envolvidos.

"Tudo começa com liderança. Jamais acredite que quando as coisas estão erradas não começaram lá em cima. O Flamengo de hoje não fica revoltado com a derrota, com o mau resultado. Precisamos modificar muito a estrutura", disse.

"O Flamengo aplicou muito mal os recursos nas contratações. É discutível como certos jogadores com um histórico de lesões enorme foram contratados e oneraram tanto a folha de pagamento. Comprometeram o Flamengo a longo prazo", completou.

Rodolfo Landim tem o apoio de sete dos 12 grupos que compõem a política na Gávea: FAT (Flamengo Acima de Tudo), Sinergia, Ideologia, FLAFUT, FLA +, Fla Raiz e Garden. O último tem o ex-presidente Márcio Braga como mentor.

A Chapa UniFla (Unidos pelo Flamengo) salientou que investirá nos esportes olímpicos e respondeu acusações da situação de que o aporte financeiro fora do futebol será cortado. Coube a Luiz Eduardo Baptista, o Bap, ex-vice de marketing e VP de Relações Externas em caso de triunfo de Landim, as palavras mais duras.

"Ganhar ou perder é do jogo, mas a forma como se perde diz muito o que se quer da vida. Não vamos acabar com o esporte olímpico. Vamos acabar é com os ratos e cupins que estão no Flamengo", desabafou.

A eleição do Rubro-negro acontece em dezembro. Pelo estatuto do clube, o pleito ocorre nos primeiros dez dias do mês. Landim disputa o cargo para o triênio 2019-2020-2021 contra Ricardo Lomba, vice-presidente de futebol e candidato de Bandeira, além de Marcelo Vargas.

O executivo também deixou claro que não pretende se reeleger e apoia outro nome do grupo daqui a três anos. Isso, claro, se vencer o pleito. Também garantiu que não tentará a carreira política, o que tem feito o atual presidente sofrer até pedidos de impeachment nos últimos meses de gestão.

Ali, críticas ao futebol já apareceram, principalmente sobre a apatia demonstrada pela equipe em algumas ocasiões.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget