Flamengo aposta em novo posicionamento de Paquetá para vencer

O DIA: A suspensão de Diego aumenta o peso sobre as costas de Lucas Paquetá. Os dois são os artilheiros do Flamengo no Campeonato Brasileiro, com cinco e seis gols, respectivamente. Uma responsabilidade que é consequência da falta de poder de fogo do ataque. No clima árido entre os centroavantes rubro-negros, Henrique Dourado, mesmo na seca, é quem dá mais frutos na competição. A fim de dissipar a pressão, Mauricio Barbieri deve adiantar o camisa 11 e escalar Willian Arão contra o Atlético-MG, às 16h, no Maracanã.

Em média, os maiores artilheiros do Flamengo no Brasileiro cruzaram o Atlântico antes da Copa do Mundo. Felipe Vizeu, hoje na Udinese, fez três gols em cinco partidas, apenas uma como titular marcou 0,6 gol por jogo, um a cada 52 minutos, de 157 no total. Já Vinicius Júnior, por partida, tem índice de 0,33. Ele balançou a rede uma vez a cada 244 minutos.

Foto: Gilvan de Souza
Henrique Dourado, o melhor centroavante do Flamengo no Brasileiro, tem números inferiores. Em 983 minutos, 16 partidas, 14 como titular, balançou a rede quatro vezes média de 0,25 por atuação. Ele mexeu no placar uma vez a cada 245 minutos.

Uribe tem um gol em dez jogos pela competição nacional por pontos corridos começou jogando em seis confrontos e participou de 555 minutos. Já Lincoln, em oito compromissos, sete deles entrando no segundo tempo 195 minutos , ainda não desencantou. Marlos Moreno, sete jogos e 558 minutos, Geuvânio, sete e 284, e Berrío, dois e 23, também estão zerados na artilharia.

"Todos temos que ajudar. Não só o centroavante tem que fazer gol. Assim como todos ajudam a defender, temos que ajudar a atacar para que fiquem mais cômodos no momento da finalização. Temos trabalhado muito no dia a dia para fazer o gol", disse Cuéllar.

Everton Ribeiro marcou quatro vezes em 22 jogos e um total de 1.833 minutos 0,18 por jogo e um gol a cada 458 minutos. Já Vitinho mexeu uma vez apenas no placar em nove partidas (976 minutos), mesma quantidade de Matheus Savio, em quatro participações (160 minutos), e Guerrero, agora no Internacional, em seis (359 minutos).

A fim de dissipar a pressão, Mauricio Barbieri deve adiantar o camisa 11 e escalar Willian Arão contra o Atlético-MG, às 16h, no Maracanã.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget