Inter x Flamengo opõe técnicos caseiros e da "nova geração

GLOBO ESPORTE: Colados na tabela do Brasileirão, Inter e Flamengo, vice-líder e terceiro colocado, se enfrentam em confronto direto pelo topo a partir das 21h45 desta quarta-feira, no Beira-Rio, pela 23ª rodada do Brasileirão. Separados por apenas dois pontos, os dois clubes levam a campo uma ligação que vai além da classificação. Mesmo que por convicções e caminhos distintos, ambos apelaram a soluções caseiras para comandar as respectivas. De interinos a efetivados no cargo, Odair Hellmann e Maurício Barbieri travam um duelo à parte de técnicos da dita "nova geração".

Odair e uma vida de Inter
Chamar Odair de "solução caseira", aliás, soa até simplório perto das mais de duas décadas de ligação com o clube. O catarinense de 41 anos chegou ao Inter ainda garoto para atuar nas categorias de base. Foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 1998, e fez parte do elenco campeão gaúcho um ano antes. Mas o vínculo se tornou especial, de fato, em seu retorno ao Colorado, em outubro de 2009, após a tragédia com o ônibus do Brasil de Pelotas. O acidente que vitimou o atacante Claudio Millar, o zagueiro Régis e o preparador de goleiros Giovani Guimarães também abreviou sua carreira de atleta.

Foto: Divulgação
O Inter abriu suas portas ao seu ex-jogador de imediato. Odair assumiu um cargo de observador técnico nas categorias de base. Pouco a pouco, cavou espaço até chegar à comissão técnica do elenco profissional em 2013. Em paralelo, o treinador também completou sua formação acadêmica. Além de bancar cursos de especialização no futebol, o clube o auxiliou até a concluir o Ensino Médio. No início deste ano, o técnico fez um curso na CBF e um estágio no PSG, a convite de Neymar.

O trabalho como auxiliar e por vezes como técnico interino rendeu glórias e um tropeço muito dolorido. Em 2015, o técnico assumiu o Inter pela primeira vez, depois da queda de Diego Aguirre, e comandou o Colorado na histórica goleada por 5 a 0 sofrida para o Grêmio. No ano seguinte, deu a volta por cima como auxiliar de Rogério Micale na conquista do ouro olímpico. Por fim, em 2017, foi a opção imediata para conduzir o clube ao retorno à elite nos últimos três jogos da Série B, após a demissão de Guto Ferreira.

Os planos iniciais do clube para 2018 indicavam técnicos mais consolidados no mercado. Abel Braga e Roger machado foram dois nomes procurados pela diretoria ainda em meio à temporada passada, mas sem sucesso. A fidelidade, o carinhho do elenco com o "Papito" – como é chamado carinhosamente dentro do Inter – e os resultados em campo acabaram reconhecidos pelos dirigentes. Após a vitória por 2 a 0 sobre o Guarani, na última rodada da Série B, o clube efetivou Odair como treinador.

> Os números do Inter com Odar em 2018:

Jogos: 41
Vitórias: 22
Empates: 11
Derrotas: 8
Aproveitamento: 62,6%

Da turbulência à segurança no cargo

O reencontro com o Flamengo, aliás, remete às dificuldades vivenciadas pelo treinador em 2018. No primeiro turno, Odair deixou o Maracanã com o cargo ameaçado após a derrota por 2 a 0 e dependia de um resultado positivo na partida seguinte, um Gre-Nal. Pesavam contra o técnico as eliminações precoces e recentes no Gauchão e na Copa do Brasil. A equipe segurou um 0 a 0 com o rival na Arena e, a partir daí, deslanchou, com um estilo aguerrido, de intensidade na marcação pressão para "incomodar o adversário. Assim, saltou das cercanias do Z-4 à atual vice-liderança numa série com apenas uma derrota em 19 jogos – equivalente a um turno de Brasileirão.

Barbieri e a surpresa com a efetivação

Ao contrário de Odair, Barbieri não teve sucesso como jogador. Até ensaiou alguns dribles na juventude, mas desistiu e optou pelo caminho acadêmico. Antes de chegar ao Flamengo, teve passagens como treinador por times menores, como Audax, Deportivo Brasil, RB Brasil e Guarani.

A ascensão de Barbieri não foi algo planejado. Talvez nem ele imaginasse uma oportunidade tão rápida. Contratado em janeiro como auxiliar permanente, formou ao lado de Jayme de Almeida e Rodrigo Carpegiani o trio que ajudava Paulo César Carpegiani nos primeiros meses do ano. Com a demissão do treinador e dos companheiros, o cargo e a responsabilidade caíram no colo de Barbieri, no fim de março. Em primeiro momento, como interino.

A efetivação não estava nos planos do Flamengo. O clube tentou, sem sucesso, acertos com Renato Gaúcho e Abel Braga, mas ambos recusaram. Os resultados, aos poucos, apareceram, e a liderança do Brasileiro o levou a assinar um novo contrato, até o fim do ano, durante a Copa do Mundo.

Jovem, 36 anos, casado, com quatro filhos, Barbieri assumiu seu primeiro grande clube no olho do furacão. Em ano eleitoral, com uma pressão acima do normal por resultados, ele conquistou, em um primeiro momento, o respaldo dos atletas. Estudioso e didático, ganhou o respeito do elenco e, com uma série de vitórias, da torcida.

O esquema tático foi praticamente o mesmo de Carpegiani, mas Barbieri definiu pontos importantes. Léo Duarte, Cuéllar e Vinicius Junior, por exemplo, firmaram-se no time titular com ele. O posicionamento de Paquetá também foi revisto. O resultado foi um time mais compacto, eficiente no ataque e com uma defesa sólida.

> Os números do Flamengo com Barbieri:

Jogos: 32
Vitórias: 17
Empates: 9
Derrotas: 6
Aproveitamento: 62,5%
Pressão aumenta após a Copa...

A parada da Copa do Mundo não foi boa para o Flamengo... E, consequentemente, para Barbieri. O time não resistiu bem à maratona de três competições, saiu fora da Libertadores e vem despencando no Brasileiro. Se antes do Mundial tinha uma vantagem de quatro pontos na ponta, hoje está a cinco do líder São Paulo. A vaga na semifinal da Copa do Brasil é um alento, mas o treinador e o time voltaram a ser questionados durante um período de lua de mel. Por ora, no entanto, o técnico está prestigiado com a diretoria.

O reencontro com o Flamengo, aliás, remete às dificuldades vivenciadas pelo treinador em 2018.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget