Léo Duarte e Uribe são eleitos os piores do Flamengo contra Vasco

LANCE: O Flamengo voltou a apresentar dificuldades para furar uma retranca rival. No empate em 1 a 1 com o Vasco, neste sábado, no Mané Garrincha, em Brasília, a cena se repetiu. Apesar de ter mais posse de bola, o Rubro-Negro não conseguiu ser tão perigoso no clássico. Os destaques foram Éverton Ribeiro e Willian Arão.

Confira, na sequência, as notas do LANCE! (Por Alexandre Araújo - alexandrearaujo@lancenet.com.br)

6,0 - Diego Alves - Fez defesas importantes, principalmente no primeiro tempo. No gol, pegou uma bola à queima-roupa, mas não conseguiu evitar o rebote.

5,0 - Pará - Teve uma atuação tímida. Quando teve chance de chegar mais à frente, optou por passes mais “certeiros” e não arriscou muito.

Fernando Uribe em Flamengo x Vasco - Foto: Staff Images
5,5 - Réver - Cometeu algumas falhas, principalmente no primeiro tempo, quando o Vasco achou espaços pelo setor esquerdo da defesa.

4,5 - Léo Duarte - Não fez uma partida ruim, mas falhou na marcação de Maxi López no lance que gerou o gol do Vasco.

5,0 - Renê - Não esteve nas melhores noites. Vasco conseguiu diversos ataques pelo setor e cometeu erros quando foi ao ataque.

5,5 - Piris - Deu muito espaço no primeiro tempo. No segundo, com o Flamengo pressionando, teve atuação burocrática.

5,5 - Lucas Paquetá - Quase fez um gol em bonita jogada, mas não apareceu tanto quando era esperado. Com um a menos, atuou mais avançado.

5,0 - Diego - Vinha conseguindo fazer o meio de campo andar, mas um jogador experiente não pode ser expulso da maneira que foi.

6,5 - Éverton Ribeiro - Foi bem e melhorou depois da saída de Diego, quando atuou um pouco mais centralizado e conseguiu distribuir o jogo.

5,0 - Vitinho - Arriscou alguns chutes e, por pouco, não fez um bonito gol, mas se afobou na definição de alguns lances.

4,5 - Uribe - Correu e buscou fazer volume na área, mas não esteve bem e participou pouco da partida.

6,5 - Willian Arão - Entrou bem. Conseguiu achar alguns espaços e criar jogadas que levaram perigo à defesa vascaína.

6,0 - Berrío - Imprimiu a velocidade que era esperada e necessária naquele momento do jogo. Caindo pelos dois lados, foi útil em algumas jogadas.

– - Rodinei - Entrou já nos minutos finais da partida e não teve a oportunidade de fazer muita coisa.

5,0 - Maurício Barbieri - Flamengo, novamente, apontou problemas para criar jogadas. Por incrível que pareça, com um a menos, se reorganizou e melhorou.

Correu e buscou fazer volume na área, mas não esteve bem e participou pouco da partida.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget