Veja onde estão os últimos campeões da Copa do Brasil pelo Fla

TORCEDORES: Na próxima quarta (26) o Flamengo vai a campo enfrentar o Corinthians no segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil, em busca do seu quarto título na competição. Entretanto, há cinco anos o time da Gávea conquistava seu tricampeonato quando venceu o Atlético-PR no Maracanã.

O ano de 2013 começou difícil para o Flamengo. Com a curta passagem de Mano Menezes como técnico, Jayme de Almeida foi escolhido como interino e deu conta do recado, entrando para a história do rubro-negro com o título da Copa do Brasil. Confira aqui por onde andam os titulares daquele time vencedor, que entraram para a rica história flamenguista.

Foto: Divulgação
Felipe: goleiro daquela equipe, deixou o Flamengo em 2015 rumo ao Figueirense, seguindo depois ao Bragantino. Passou também por Boavista e Uberlândia antes de se aventurar no futebol húngaro, onde joga hoje pelo Kivarda, clube que disputa a primeira divisão da Hungria.

Léo Moura: capitão e líder desse título, teve seu jogo de despedida em 2015 quando encerrou seu contrato, com pompa de ídolo. Foi jogar no Fort LauDerdale, nos Estados Unidos, e depois no FC Goa da Índia. Quando parecia que encerraria sua carreira, retornou ao Brasil para jogar pelo Metropolitano-SC e em seguida no Santa Cruz na disputa do Brasileirão 2016. Destacou-se e transferiu-se para o Grêmio, time no qual joga até hoje. Mesmo com 39 anos, o jogador já foi campeão da Libertadores 2017, Recopa Sul-Americana e Campeonato Gaúcho 2018.

Wallace: zagueiro titular na época, deixou o Flamengo em 2016 rumo ao Grêmio. Após uma temporada no clube gaúcho, foi emprestado três vezes: primeiro para o Gaziantepspor, da Turquia, depois para o Vitória, da Bahia, e agora para o Goztepe, também da Turquia.

Samir: com apenas 18 anos foi responsável por substituir Chicão, que teve uma lesão e não pode jogar a final. A promessa flamenguista virou titular e em 2016 foi negociado com a Udinese-ITA por 4,5 milhões de euros. Emprestado ao Hellas Verona-ITA por uma temporada, já está de volta a Udinese-ITA, atuando como companheiro de equipe de Felipe Vizeu, também cria da base do clube carioca.

André Santos: lateral esquerdo da equipe, foi expulso nos últimos minutos da final contra o Atlético-PR. Deixou o clube em 2014, rumo à Índia, para atuar no FC Goa. Voltou ao Brasil para jogar pelo Botafogo-SP e, após passagens pelo futebol suíço e turco, pelo FC Wil e Boluspor respectivamente, retornou ao Figueirense para a disputa da Série B no meio desse ano, no clube que o revelou para o futebol.

Amaral: autor do gol de empate na primeira partida daquela final, o volante deixou o clube rubro-negro no início de 2015, indo para o Vitória-BA. Após passagem discreta pela Bahia, disputou a última temporada pelo Boa Esporte. Atualmente está sem clube.

Elias: um dos principais jogadores da equipe, vice artilheiro com cinco gols na caminhada para o título, Elias jogava emprestado pelo Sporting-POR. No final de 2013, retornou ao clube e seis meses depois voltou ao Brasil, desta vez para jogar no Corinthians em sua segunda passagem pelo time. Na capital paulista, foi campeão brasileiro em 2015, mas logo seguiu de volta ao Sporting-POR, em 2016. Após um ano foi negociado com o Atlético-MG, onde permanece até hoje.

Luiz Antônio: eleito melhor jogador da partida final, deixou o Mengão em 2016, e logo foi emprestado diversas vezes. Primeiro, passou pelo Sport e em seguida pelo Bahia. Após, foi para a Chapecoense, atuando com jogador em definitivo, depois do término do seu contrato com o Flamengo no início de 2018. Foi negociado com o Al Shabab, da Arábia Saudita, na janela do meio desse ano.

Carlos Eduardo: jogador que também estava por empréstimo, retornou ao Rubin Kazan-RUS no meio de 2014. Voltou ao Brasil em 2016 para jogar no Atlético-MG, passando também por Vitória-BA, Paraná e disputando a Série B de 2018 pelo Coritiba.

Paulinho: um dos principais jogadores da equipe a se destacar na competição perdeu espaço gradualmente no Flamengo com o passar do tempo. Foi emprestado pela primeira vez em 2016 ao Santos e, após uma temporada discreta foi repassado ao Vitória-BA, seguindo depois para o Guarani de Campinas. Nesta janela de meio de ano, foi negociado com o Gyeongnam, clube que disputa a primeira divisão da Coréia do Sul.

Hernane: artilheiro da equipe e da competição com oito gols, foi vendido no ano seguinte ao Al Nasr, da Arábia Saudita, por 5,3 milhões de euros. Retornou ao Brasil em 2015 para jogar no Sport, atuando também pelo Bahia e Grêmio antes de retornar, nessa janela de meio de ano, ao próprio Sport.

Jayme de Almeida: treinador responsável pelo título, retornou ao cargo de auxiliar técnico em 2014. Encerrou sua passagem pelo Flamengo em março  desse ano.

Felipe: goleiro daquela equipe, deixou o Flamengo em 2015 rumo ao Figueirense, seguindo depois ao Bragantino.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget