Barbieri admite falta de Coordenador Técnico no Flamengo

COLUNA DO FLAMENGO: A saída de Mauricio Barbieri do Flamengo ficou marcada, dentre outros fatores, pelo desgaste após sequências ruins de resultados. Em determinado momento, o ex-treinador se encontrou isolado no clube, sem os objetivos da temporada serem alcançados como se esperava. Quando não havia mais apoio, foi desligado.

Em entrevista à ESPN, o técnico afirmou que a figura de um coordenador técnico pode ajudar o trabalho dos técnicos no Brasil, citando justamente esse “isolamento”, que acaba por fazer parte da profissão.

Foto: Gilvan de Souza
— A figura do coordenador ajuda não apenas os treinadores mais jovens, mas qualquer treinador, inclusive os mais experientes. Eu posso citar uma experiência que eu entendo como muito positiva, que foi o Paulo Autuori com o Abel, no Fluminense. Os dois se deram super bem. O cargo de treinador é um cargo em que você, muitas vezes, acaba ficando sozinho, principalmente nos momentos difíceis. Então, eu acho que essa função de coordenador técnico agrega muito, e volto a dizer, não só àqueles que estão iniciando na carreira, mas também aos mais experientes.

O Flamengo, agora com Dorival Júnior no comando, tenta voltar a se aproximar da liderança do Campeonato Brasileiro a partir da próxima sexta-feira (05), contra o Corinthians, na Arena. Atualmente em quinto, o Rubro-Negro possui quatro pontos a menos do que o líder, Palmeiras. A bola rola em Itaquera às 21h (horário de Brasília).

O técnico afirmou que a figura de um coordenador técnico pode ajudar o trabalho dos técnicos no Brasil.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget