Base dá retorno e impulsiona o Flamengo a reformular o elenco

EXTRA GLOBO: Em um ano, o Flamengo vendeu Felipe Vizeu, Vinicius Júnior e agora Lucas Paquetá, que assina com o Milan por cinco temporadas por R$ 150 milhões. Todos os talentos formados no clube foram vendidos por boas quantias ao futebol europeu. Desde 2015, foram arrecadados mais de R$ 426,5 milhões com as saídas ainda de Samir, para a Udinese, Jorge, para o Mônaco.

Da venda de Paquetá, 70% vai para o Flamengo, e 30% fica com o jogador e seus representantes. O acordo ainda prevê 10 milhões de euros em bonificações para clube e jogador, na mesma proporção. A saída do meia é o pontapé que faltava para o início da reformulação e renovação do elenco do Flamengo de olho em 2019.

Foto: Divulgação
A ideia da diretoria é repor a perda do meio-campo no mesmo patamar financeiro com que repôs as saídas de Vizeu e Vinicius com Uribe e Vitinho, respectivamente. A indefinição política em razão da eleição no fim do ano embarrera negociações, mas a prospecção do mercado já está sendo feita pela direção.

Além de repor a saída de Paquetá, a diretoria pretende rever uma série de contratos, e terá recursos para fazer ajustes após mais uma venda milionária. O pagamento pela venda do meia será parcelado, com um sinal de um terço na assinatura do contrato e o restante em 2019, mas os dirigentes afirmam que isso não será problema para investir na reposição para a pré-temporada.

Os dirigentes do Flamengo comemoram internamente a produção de valores que seguem dando retorno financeiro, mas lamentam a impossibilidade de mantê-los no longo prazo, por conta da falta de competitividade com o futebol europeu. Paquetá segue no clube até o fim deste ano e se apresenta ao Milan em janeiro de 2019.

Paquetá é hoje o símbolo do sucesso do clube na transição dos jovens talentos da base para o profissional. A ideia do Flamengo é seguir dando chances aos pratas da casa, mas muitos vão demorar algum tempo para se consolidar, tal qual Paquetá. O caso relâmpago de Vinicius Junior, que fez sucesso em pouco tempo no profissional antes de seguir para o Real Madrid, é considerado uma exceção.

A ideia da diretoria é repor a perda do meio-campo no mesmo patamar financeiro com que repôs as saídas de Vizeu e Vinicius com Uribe e Vitinho.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget