Em Orlando, Flamengo tenta comprovar a pluralidade do elenco

GARRAFÃO RUBRO-NEGRO: Por Enéas Lima

A cidade de Orlando, na Flórida, será o palco de mais um encontro entre a tradicional franquia do Orlando Magic e o Flamengo, nessa sexta-feira (5). A cada duelo entre os dois times pela pré-temporada da NBA, ps fãs de basquete puderam constatar a diversidade e a qualidade técnica dos seus elencos. O blog Garrafão Rubro-Negro apresenta curiosidades e informações sobre esse confronto no ginásio Amway Center que terá a transmissão ao vivo do Sportv, a partir das 20 horas.

O reencontro com uma franquia como a do Orlando Magic

Enfrentar um elenco que disputa a melhor liga de basquete do mundo é sempre um grande aprendizado. Jogadores como Marquinhos, Olivinha e Rafael Mineiro terão essa oportunidade novamente de encarar o Magic. Marquinhos e Olivinha estiveram presentes tanto no duelo que ocorreu em 2014, em Orlando, e em 2015, no Rio de Janeiro. Já Rafael Mineiro participou somente do último encontro entre os times.

Foto: Divulgação
A presença pontual de Leandrinho e a experiencia de Anderson Varejão para esse duelo

O Flamengo adicionou uma peça fundamental para essa partida, agregando tanto na melhora da rotação da equipe como também será importante ofensivamente no decorrer do jogo– o ala-armador Leandrinho. Motivado e ainda querendo mostrar que tem espaço para retornar a NBA, será bom observar as jogadas do ala armador.

Anderson Varejão teve a oportunidade de fazer uma boa pré-temporada e já demonstrou durante o Campeonato Carioca uma regularidade maior e evolução tanto no volume de rebotes e no jogo ofensivo dentro do garrafão. Poderá ser um dos protagonistas no duelo contra Nicola Vucevic, do Orlando.

Os novos reforços do Flamengo para essa temporada tendo uma oportunidade única de mostrar o seu melhor basquete

Franco Balbi e Deryk Ramos a cada jogo vem aumentado seu apelo junto aos torcedores rubro-negros pelas atuações e frieza demonstradas dentro de quadra. Franco Balbi tem se destacado pela sua ótima leitura de jogo e Deryk Ramos pela sua eficiência nos arremessos de três pontos. Se o Flamengo conseguir uma boa intensidade através dessa dupla poderá causar algum desequilíbrio em alguns momentos a defesa da equipe norte-americana nessa sexta-feira.

Vale lembrar a presença de Davi Rossetto. O armador teve papel importante no sistema defensivo no começo da temporada rubro-negra e se destacou nas roubadas de bola. Na manutenção da confiança no seu melhor jogo, Davi pode ser uma das gratas surpresas para a rotação defensiva do técnico Gustavo De Conti para esse duelo.

As principais mudanças dos elencos do Flamengo e do Orlando Magic desde o último confronto em 2015

O time rubro-negro terá um elenco que foi 80 por cento modificado se tivermos como base o duelo que ocorreu em 2015, na Arena da Barra. Daquele plantel os únicos remanescentes e que estarão presentes em quadra nessa sexta-feira são os seguintes jogadores – Marquinhos, Olivinha e Rafael Mineiro.

Em 2015, o Flamengo pôde contar com Marcelinho Machado, Rafa Luz, Gegê, Jason Robinson, Tiagão, Jerome Meyinsse, Mingau e JP Batista no duelo contra o Magic. A equipe naquela oportunidade era comandada pelo técnico José Neto.

A equipe da Flórida também virá bem reformulada para esse confronto. Se em 2015, nomes como Mario Hezonja, Shabazz Napier e Victor Oladipo acabaram ajudando a vitória do Orlando Magic no Rio. Esse trio não integra mais a franquia do Magic, mas o time contará novamente com o pivô Nikola Vucevic que foi um dos protagonistas do resultado positivo em 2015. Além dele, o Orlando contará com o talento do francês Evan Fournier e do jogador bem disciplinado taticamente e ótimo vigor físico, Aaron Gordon.

A opinião de alguns especialistas que acompanham mais de perto a franquia do Orlando Magic

Luís Araújo – jornalista do blog Triple Double

“Aaron Gordon deve ser um dos principais jogadores nesse confronto. O time do Orlando ainda tem esperanças que ele se confirme como um dos grandes jogadores da franquia. O Nikola Vucevic eu considero um bom pivô e vale lembrar que essa posição está em baixa na NBA. Vale a pena ficar de olho no Mo Bamba que o Orlando pegou recentemente no Draft, ele apesar de ser pivô, é muito rápido. E nos testes físicos que fizeram com ele em Orlando, ele demonstrou ter a velocidade de um armador. Na minha opinião, o Orlando Magic é a franquia da NBA mais difícil de você apontar quem é o grande destaque do time. Para finalizar eu diria que o Aaron Gordon e o Evan Fournier devem ser os principais destaques do Orlando para esse duelo nessa sexta-feira.”

Rodrigo Lazarini - jornalista do Live College Brasil

“ Mo Bamba foi draftado agora em 2018, após se destacar na Universidade do Texas, eu diria que ele é uma mistura entre Rudy Gobert e Anthony Davis. O vigor físico dele é impressionante. Ele tem um ótimo arremesso de dentro do garrafão e deverá dar trabalho ao Flamengo. Ele foi o segundo colocado em média de tocos na NCAA na temporada passada, o campeonato universitário dos Estados Unidos. Eu destacaria também o Jonathan Isaac que é um outro jovem do elenco do Magic e tem sua defesa como ponto forte, é um bom protetor de aro. O Orlando Magic nessa temporada está apostando muito nessa questão do garrafão e suas ultimas escolhas no Draft comprovam isso. Esse time do Orlando é bem atlético e está se tornando bem defensivo.”

As declarações de quem irá fazer parte do confronto dessa sexta e que foram divulgadas pela NBA Brasil.

Evan Founier – Orlando Magic

“Mais uma vez vamos jogar contra o Flamengo pela pré-temporada da NBA com o Magic e essa será a minha terceira vez jogando contra eles. E me lembro quando fomos ao Brasil, três anos atrás, tivemos uma experiência maneira. Foi legal pois você consegue sentir a atmosfera e a gente viu os torcedores brasileiros chegando no ginásio com as bandeiras. Foi uma experiencia muito boa e estou ansioso para esse novo confronto.”

Marquinhos – Flamengo

“Eu tenho uma memória muito boa dos duelos contra o Orlando. O primeiro que ocorreu em Orlando e tivemos o recorde de público na pré-temporada. Eu gosto do basquete do Aaron Gordon que é um jogador da posição 4 que eu considero diferenciado. Tem um porte físico muito atlético, é um cavalo mesmo, eu gosto muito do jogo dele.”

Orlando Magic
D.J. Augustin, Terrence Ross, Amile Jefferson, Aaron Gordon e Nikola Vucevic.
Técnico: Steve Clifford.

Flamengo

Franco Balbi, Leandrinho, Marquinhos, David Nesbitt e Anderson Varejão.
Técnico: Gustavo De Conti.

Mais uma vez vamos jogar contra o Flamengo pela pré-temporada da NBA com o Magic e essa será a minha terceira vez jogando contra eles.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget