Flamengo ainda não constatou lesão em Diego Alves

EXTRA GLOBO: Diego Alves segue em guerra fria no Flamengo, no aguardo do desfecho para a sua situação após se rebelar contra a barração e receber uma multa no salário. O novo capítulo da queda de braço com o clube aconteceu nesta terça-feira, quando o jogador abandonou o treinamento pela manhã, com uma torção no joelho direito. Ele alegou que se machucou sozinho. O clube comunicou o problema e o início do tratamento, mas ainda não constatou nenhuma gravidade no episódio, e espera que Diego Alves trabalhe normalmente em breve.

O goleiro e o empresário foram procurados pela reportagem, mas não atenderam os contatos.

Diego Alves no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Na jogada, o goleiro se abaixou para fechar o ângulo de uma finalização, e girou o joelho direito na direção do chão antes de se levantar, bater o pé no gramado e deixar a atividade no Ninho do Urubu. Não houve constatação de qualquer lesão que torne necessária a realização de um exame detalhado. O jogador será reavaliado nesta quarta-feira. A viagem para o jogo com o São Paulo, domingo, já era improvável, e o episódio só reforçou a condição de reserva do goleiro.

Longe de esboçar qualquer sinal de arrependimento, Diego Alves tem seguido o script de quem tem contrato com o clube até 2020. Enquanto seu empresário, Eduardo Maluf, busca um destino, e o Flamengo se cala, no aguardo do fim da temporada, o atleta comparece aos treinos em horário correto, e chegou até a ir ao Maracanã na última partida, diante do Palmeiras, mesmo sem estar relacionado. O comportamento chamou atenção no Flamengo, uma vez que em outras oportunidades em que ficou de fora da relação, Diego Alves não foi dar força aos companheiros. Desta vez, foi ao vestiário e rezou.

Bota usada em lesões leves

Além de ir ao Maracanã mesmo não relacionado e cumprir integralmente os treinamentos, apesar da barração, Diego Alves também postou foto de seu joelho direito em tratamento, em uma rede social. Na imagem ele usa uma bota compressiva, o que supõe uma torção simples. O jogador não dá brecha para que o Flamengo repreenda seu comportamento, embora siga sem ambiente.

Na outra ponta, o clube aguarda o possível pronunciamento de Diego Alves, ainda sem data para acontecer. Se não deu motivos para que a diretoria quebre o silêncio e interrompa o discurso de assunto interno até agora, a tendência é que o jogador siga mantendo a postura profissional no aguardo de uma definição para o ano que vem.

O departamento jurídico do Flamengo saiu de cena por enquanto, já que o goleiro tem contrato e está integrado normalmente. E só vai voltar a trabalhar em cima do contrato de Diego Alves no momento em que sua saída, da forma que for, estiver desenhada. A rescisão contratual é a última opção. A ideia é vender o atleta para o exterior e repor a perda em 2019. Não está descartado um empréstimo para um outro clube brasileiro. O São Paulo estaria interessado, mas não fez proposta. A ideia é ouvir o mercado europeu a partir do começo da temporada seguinte.

O clube comunicou o problema e o início do tratamento, mas ainda não constatou nenhuma gravidade no episódio.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget