Léo Duarte escondeu mal-estar para jogar clássico pelo Flamengo

GLOBO ESPORTE: O ano de 2018 tem reservado boas novas para Léo Duarte. Titularidade, novo contrato e reconhecimento da torcida rubro-negra. Entre as novidades também está o primeiro Fla x Flu no Maracanã. Até por isso não seria qualquer mal-estar que o tiraria do jogo de sábado.

Na véspera do clássico, Léo Duarte passou mal. A suspeita é de uma virose. Foi uma madrugada daquelas, em que ficou mais tempo no banheiro do que na cama. Sob o risco de ficar fora de seu primeiro Fla x Flu no Maracanã, escondeu o problema de todos. Até mesmo do goleiro Thiago, seu companheiro de quarto. O sacrifício foi recompensado com um gol na vitória por 3 a 0.

Léo Duarte e Réver, zagueiros do Flamengo - Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images
- Sofri a madrugada inteira. Não dormi direito. Estava mal... Ninguém sabia. Fiquei com medo de falar e ser vetado. Pensei: “Vou ficar quietinho e aguentar o jogo inteiro”. Não dava para perder meu primeiro Fla x Flu no Maracanã. Dei sorte. Saímos vitoriosos, e com um gol meu. Antes do jogo me senti mal novamente. Não comentei com ninguém, nem com o Thiago (goleiro), que é meu companheiro de quarto. Ele tem o sono pesado e não me viu no banheiro a madrugada inteira (risos). Era o meu primeiro Fla x Flu no Maracanã. Não dava para ficar fora - disse Léo, que recebeu o Globo Esporte em sua casa, na manhã desta segunda.

Já no gramado do Maracanã, ele relatou o problema para os médicos do Flamengo e foi medicado minutos antes do jogo.

Chance com Barbieri e elogios de Dorival

No Flamengo desde os 17 anos, Léo foi integrado ao elenco profissional em 2016. No início, no entanto, as chances foram raras. Em dois anos, participou de apenas 15 jogos. Na atual temporada, após a demissão de Carpegiani, o jovem de 22 anos ganhou oportunidade com Maurício Barbieri. E não saiu mais do time.

- Quero agradecer ao Barbieri, que me deu oportunidade. Nos dois anos anteriores, desde que subi ao profissional, não tive muitas oportunidades, não consegui jogar. Nesse ano tive a sequência que todo atleta espera. Pude agarrar com toda força essa chance que ele me deu.
Léo é grato a Barbieri pela sequência no Flamengo, mas reconhece a importância da chegada de Dorival Junior para o bom momento do time. Para o zagueiro, o treinador mexeu com a cabeça do elenco.

- O Dorival é um treinador consagrado e experiente. O que mudou principalmente foi nosso psicológico. A equipe estava sem confiança. Ele conseguiu resgatar nossa confiança e nossa autoestima. Isso faz toda diferença. Confiança é tudo. E tem dado certo.

Léo: "Quero retribuir tudo o que o Flamengo me proporcionou"

Capitão do Flamengo no título da Copinha em 2016 ao lado de Felipe Vizeu e Lucas Paquetá, Léo Duarte tem visto, aos poucos, seus companheiros embarcarem para a Europa. Seria ele o próximo da fila? O zagueiro, que renovou há dois meses até dezembro de 2022, garante que, por enquanto, deixar o Flamengo não está nos planos.

- Tenho pensado só no Flamengo. Estou focado aqui para se Deus quiser sairmos campeões brasileiros. Graças ao Flamengo renovei meu contrato até o final de 2022. Quero retribuir tudo o que o Flamengo me proporcionou até hoje. Hoje consigo dar uma condição melhor para a minha esposa e para a minha família. O único jeito de retribuir é correr e me esforçar ao máximo dentro de campo.

Na véspera do clássico, Léo Duarte passou mal. A suspeita é de uma virose.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget