César passa no "vestibular'' do Flamengo

GLOBO ESPORTE: Se dedicar ainda mais nos treinos dos últimos dias também foi uma forma de desfocar a cabeça da falha no clássico diante do Botafogo. O goleiro César sabia que não poderia se abalar ou ficar inseguro. Afinal, a titularidade veio sob a confiança passada pelo técnico Dorival Junior, que o manteve no time mesmo após a recuperação de Diego Alves - o que gerou uma crise interna.

Menos de uma semana depois do que classificou como uma escolha errada no jogo do Nilton Santos (o gol sofrido após cobrança de falta efetuada pelo chileno Léo Valencia), tomou uma decisão acertada em um momento chave. Conseguir defender o pênalti de Gabigol, no fim do jogo, trouxe gás para César seguir firme nos últimos quatro jogos do Brasileirão.

César entrando em campo pelo Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Em um misto de alívio e dever cumprido, o goleiro foi direto ao ser questionado se a vitória sobre o Santos, por 1 a 0, pode ter sido o jogo de sua vida.

- Sim. Foi um jogo marcante. Sem dúvida, vou lembrar para sempre - disse.

O preparador de goleiros do Flamengo, Rogério Maia, acompanha diariamente e muito de perto o trabalho de César. Ele também teve papel fundamental na decisão de mantê-lo como titular. Para o profissional, o erro diante do Botafogo pode ser considerado um divisor de águas na trajetória do atleta de 26 anos. A resposta dada nesta quinta-feira, no Maracanã, comprova a sua tese.

- Ele havia realizado seis jogos até o Botafogo. Todo goleiro, em algum momento na carreira, tem uma falha. Contra o Botafogo foi o erro que ia acontecer em algum momento. Diria que foi o momento em que ele passou pelo vestibular. O momento em que o goleiro passa por dificuldade, passa pelo vestibular e agora tem que desenvolver a carreira dele. Com certeza, deu uma resposta positiva e muito boa - disse Rogério Maia, na zona mista após o jogo.

Além do pênalti no fim, César também protagonizou a melhor defesa do jogo, em um chute também de Gabigol dentro da pequena área. Apesar da boa atuação no Maracanã, o atual dono da meta rubro-negra não faz planos. Com o imbróglio entre Diego Alves e Flamengo indefinido, há possibilidade de que o clube negocie o camisa 1 e busque outro nome para o setor.

- Futuro é o próximo jogo contra o Sport. Na verdade, meu treinamento de amanhã. Enfim, a cada dia, tenho pensado assim. Preciso trabalhar e fazer meu melhor. Assim, me dedico. Penso em cada dia e assim prefiro seguir - disse o goleiro.

A chance de título para o Flamengo, no entanto, ainda é considerada remota, meramente matemática. Com 63 pontos, o time está a sete do Palmeiras, faltando quatro rodadas para o fim (ou seja, 12 pontos em jogo). Para ser campeão, o Flamengo teria de vencer todas as suas partidas e torcer para que o Palmeiras consiga, no máximo, quatro pontos.

A equipe volta a jogar no próximo domingo, diante do Sport, na Ilha do Retiro.

Conseguir defender o pênalti de Gabigol, no fim do jogo, trouxe gás para César seguir firme nos últimos quatro jogos do Brasileirão.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget