Da série “Eu já sabia e você também”

ESPORTE 24 HORAS: Rodrigo Mandarini

Fala aí, rapaziada! Eu já sabia e você também. Lembra?

Parece que o hepta do Flamengo foi para o saco mesmo. Como já virou rotina, na hora H, o Rubro-Negro fracassa. Pode ser contra quem quer que seja, pode ter o melhor time, pode estar em casa, no estádio do adversário, não muda nada. É decisão? Já era! Por isso eu havia falado que a chance de título era o Brasileiro, já descontando esses dois últimos jogos, contra Palmeiras e São Paulo. Mas pelo que vimos, esses quatro pontos perdidos farão muita falta. Era melhor ter vencido um e perdido outro.

Se a gente analisar friamente, o Flamengo que empatou no Morumbi foi exatamente o Flamengo dos últimos anos. Era muito melhor do que o adversário. Tinha o controle da situação. Mas na hora de decidir falhou. Vitinho e Diego vão bem até que não precisem decidir. Éverton Ribeiro é um dos jogadores mais sonolentos do Brasil.

Foto: Divulgação
Já o Paquetá é a mais nova comprovação da incompetência dessa diretoria. Como esses caras conseguiram a proeza de vender o principal jogador do elenco na reta final da temporada? Será que não tinha nenhuma pessoa com meio neurônio para pedir calma e esperar o fim do ano? Era tão urgente assim a venda? Acho que não, né?

O dinheiro não vai entrar agora. Foi só pra destruir a cabeça do craque, que hoje se transformou em um jogador comum. Ainda acima dos companheiros, mas que não decide como vinha decidindo.

Já deu!

Vale também destacar o Réver. Alguém consegue entender como um jogador tão fraco chega ao patamar que ele chegou no Flamengo? Erra tudo, lento, leva bola nas costas, não marca bem, passam como querem por ele, atabalhoado, um zero à esquerda. Mas é capitão e sempre escolhido pra dar entrevistas (todas mais do mesmo) no fim do jogo. Algo me diz que isso deve ser acordo de alguém lá dentro. Como era na época de outros jogadores que usaram o clube pra se promover, mas bola mesmo não tinham.

Agora, é esperar um milagre. Tropeços do Palmeiras que não têm acontecido. Vitórias dos Flamengo nos jogos finais, que não são contra os principais adversários. Ainda dá? Dá! Se eu acredito? Talvez! Apostar? Jamais!

Grande abraço!

CORNETADAS DO MANDA:
MANDA BEM: Helinho, o menino tricolor, meteu um gol de placa em sua primeira participação. Que estrela, que talento e que confiança. Chutar dali era tudo que jogadores rodados como Diego e Éverton Ribeiro deveriam fazer, mas não fazem.

MANDA MAL: Dorival elogiou o time e disse que foi uma grande atuação. É exatamente por isso que esse Flamengo se habituou a fracassar. Tem sempre uma palavra de aprovação a cada tropeço. Nunca vi um Flamengo com tanto apreço pela derrota.

MANDA PRINT: O jogador que concluiu assim e jogou na lua a vitória é o mais caro da história do Flamengo! Acho que isso explica.


Vale também destacar o Réver. Alguém consegue entender como um jogador tão fraco chega ao patamar que ele chegou no Flamengo?

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget