Diego Alves alega ter sido dispensado por Dorival de jogo do Fla

GILMAR FERREIRA: Diego Alves voltou ao futebol brasileiro depois de passar quase dez anos no espanhol.

Foram quatro defendendo as cores do Almeria, cinco e meio vestindo a camisa do Valencia.

Dois clubes sem grande expressão, mas que, por estarem no Velho Continente, colocaram o goleiro entre os destaques da posição no cenário europeu.

Aos 33 anos, contratado por um das maiores instituições de massa do seu país, o que faz Diego Alves em seu primeiro revés?

Foto: Gilvan de Souza
Se nega a viajar para um jogo dos menos importantes e chuta a idolatria forjada pelos torcedores que quase obrigaram a diretoria do Flamengo a contratá-lo.

Pior: dez dias depois, convoca seus companheiros com o intuito de se explicar, conta uma versão diferente da propagada e, escorada nela, não se desculpa.

No dia seguinte, um dos jogadores presente ao encontro fechado comunica a Dorival Júnior a história "montada" pelo camisa 1.

E o técnico então manda reunir todo o elenco para passar o caso a limpo.

As duas versões são confrontadas, goleiro e treinador discutem de forma áspera, e o encontro termina com o diretor executivo de futebol apartando o choque.

Mas não sem antes legitimizar o relato do treinador.

Enfim... está a cada dia pior o imbróglio criado por Diego Alves, que, pouco inteligente, colou nas próprias costas, o rótulo de jogador indisciplinado.

Ao que parece, ele alega agora que fora dispensado da viagem pelo técnico que o teria deixado à vontade para não ficar na reserva do ex-júnior César.

Dorival, que vem tentando por panos quentes na história, nega que isso tenha ocorrido.

E assim Dorival encerra a preparação visando ao confronto com o São Paulo, domingo, no Morumbi...

Um jogo que o time precisa vencer para seguir no encalce do Palmeiras, o líder do Brasileiro.

Há no clube quem diga que tais distúrbios são características de um Flamengo vencedor.

Mas, em ano de eleição, tem quem veja no inconformismo do goleiro uma reação natural ao paternalismo de uma diretoria que jamais soube como se impor.

A administração Eduardo Bandeira experimentou diferentes modelos de gestão no futebol e terminará o mandato saber qual o melhor para o clube.

Uma pena.

Há no clube quem diga que tais distúrbios são características de um Flamengo vencedor.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget