Dinheiro de mais, futebol de menos

SUPER ESPORTES: Jaeci Carvalho

O Flamengo gastou mais de R$ 200 milhões em contratações e salários de jogadores que não deram o menor retorno. Diego Alves, Everton Ribeiro, Diego, Geuvânio, Henrique Dourado e Vitinho. E ainda assim não conquistou nada na temporada. A gestão Bandeira de Melo é um horror na questão futebol e excelente financeiramente. Agora, o rubro-negro prepara uma barca para dezembro, que será puxada justamente pelo goleiro Diego Alves. Estão na lista Arão, Pará e outros jogadores menos votados, mas com futebol de qualidade duvidosa. Bandeira de Melo ainda corre o risco de não fazer seu sucessor, pois seu candidato, Lomba, tem em Landim uma forte oposição. Se o Flamengo não for campeão brasileiro, dificilmente a situação se manterá no clube.

O Palmeiras é patrocinado por uma empresa que explora os velhinhos, aposentados. Essa empresa, que patrocina também o Jornal Nacional, gasta uma fortuna com o clube fazendo contratações caras. Mas, com tudo isso, o Palmeiras não consegue levantar uma taça. Passou em branco no Paulistão, perdendo o título para o Corinthians; na Copa do Brasil, eliminado pelo Cruzeiro; e na Libertadores, caindo para o Boca. Resta-lhe o Brasileirão, no qual é líder, isolado, com quatro pontos à frente do segundo colocado. Tem um jogo difícil contra o Santos, neste fim de semana, que pode fazer a diferença para o Flamengo cair para um ponto caso o rubro-negro vença e o Porco perca. Pelo jeito, a “maldição” dos 7 a 1 de Felipão continua viva. Com todo o aparato e gastos, pode chegar em dezembro sem levantar nem um caneco sequer.

Foto: Gilvan de Souza
Fim das facções

Um dos temas que será abordado pelo novo ministro da Justiça e Segurança será a questão das facções organizadas, as chamadas “torcidas organizadas”, que vivem protagonizando espetáculos lamentáveis no futebol. Várias mortes e espancamentos já foram registrados. Como há muitas facções criminosas, infiltradas, deve haver um levantamento rigoroso para prender essas quadrilhas e limpar o futebol desses maus elementos. A ideia é fazer um recadastramento, identificando um a um os torcedores. E eles terão que cumprir dispositivos que serão criados. Torcedores que invadirem CTs e sedes dos clubes também serão punidos com os rigores da lei. São os novos tempos do Brasil também no futebol.

Estádio

Vai sair do papel o estádio do Atlético. O presidente Sérgio Sette Câmara trabalha com seus colaboradores para anunciar, em breve, conforme garantiu em entrevista coletiva na quarta-feira. É sabido que Daniel Nepomuceno, ex-presidente, vai tocar o projeto. O Galo passa por momentos turbulentos, principalmente na questão financeira, mas o presidente promete um time forte na próxima temporada, brigando pelas taças que vai disputar.

Não aos empresários

O novo coordenador das divisões de base da CBF, o ex-lateral da Seleção Brasileira Branco, já está mapeando os principais jogadores dos clubes para possíveis convocações. A melhor fase dessa categoria na CBF foi sob o comando do ex-lateral da Seleção. Branco vai visitar todos os clubes, conversar com os treinadores e fazer avaliações. Ele manda um recado aos empresários:

“Não se aproximem de mim, pois não tenho nada a tratar com vocês. Meu trabalho é para a CBF, visando conquistas e lapidando joias. Não admito conversas com empresários, ávidos por ganhar dinheiro em cima dos garotos”.

Estão na lista Arão, Pará e outros jogadores menos votados, mas com futebol de qualidade duvidosa.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget