Flamengo de Dorival foi superior a todos os campeões desde 2006

O GLOBO: Dorival Júnior recebeu do Flamengo a garantia de apenas 12 jogos à frente do time. Sua missão ingrata — arrancar o título brasileiro do Palmeiras — não foi bem-sucedida diante da solidez do agora campeão. Mas o desempenho na curta temporada mostra que sua continuidade no cargo não pode (ou não deveria) ser desprezada.

Nas onze partidas em que comandou o time, após a demissão de Maurício Barbieri, Dorival acumulou sete vitórias, três empates e uma derrota (para o Botafogo, por 2 a 1, na 33ª rodada). O aproveitamento desse período, de 72,7%, é tão bom que seria suficiente para dar o título ao Flamengo em todas as edições do Brasileiro de pontos corridos desde 2006, quando se instaurou a versão com 20 clubes.

Dorival Jr com jogadores reservas do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Até hoje, o campeão mais eficiente foi o Corinthians de Tite na temporada 2015. Aquele time, que somou 81 pontos ao fim do torneio, teve 71% de aproveitamento. O Palmeiras de Felipão, que levantou a taça deste ano após vencer o Vasco, no domingo, pode chegar no máximo aos 80, caso supere o rebaixado Vitória na rodada final.

É que nem só de Dorival se fez o Brasileirão do Flamengo. O aproveitamento de seu antecessor, Barbieri, que era excelente antes da Copa, despencou após o Mundial. Também não estava nos planos rubro-negros ter um adversário tão resiliente. Com Felipão, o Palmeiras enfileirou 22 rodadas de invencibilidade, um aproveitamento de quase 74%.

— O futuro a Deus pertence. Tenho que agradecer por ter voltado a um clube como o Flamengo. Vim consciente do contrato que fiz, me doei, dei o melhor. Nós entregamos de corpo e alma. Fico tranquilo — argumentou um Dorival pouco esperançoso, após a vitória sobre o Cruzeiro.

O melhor vice dos pontos corridos

Dorival deu sua contribuição para que o Flamengo termine o Brasileiro de 2018 como o melhor vice-líder da história da competição. Os 72 pontos garantidos com o triunfo sobre o Cruzeiro igualam o Grêmio de 2008 e o Atlético-MG de 2012. Os mineiros, porém, venceram 20 partidas, contra 21 do rubro-negro na edição atual.

Já os gaúchos, que também somaram três pontos em 21 oportunidades, acabaram aquela competição com saldo positivo de 24 gols, enquanto este Flamengo soma +31. O rubro-negro só perderá o posto de melhor vice dos pontos corridos, portanto, se for derrotado por sete gols de diferença pelo Atlético-PR, no próximo domingo, no Maracanã.

O aproveitamento de 72,7% é tão bom que seria suficiente para dar o título ao Flamengo em todas as edições do Brasileiro de pontos corridos.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget