Jogaço, mas ruim pros dois

BLOG DO MAURO BETING: Tem jogo que é “movimentado” como diz locutor de TV pra não perder Ibope – mas não é bom. No máximo é emocionante. Mas não é bem jogado. Tem “espetáculo pirotécnico” de gols como Palmeiras 6 x 7 Santos, há 60 anos, que também foi tudo aquilo por frangos e falhas. Palmeiras 3 x 2 Santos também teve muito disso no sábado e nem tanto futebol entre as duas melhores equipes do returno.

E tem jogo maluco, emocionante, de trocação, “briga de rua” como fala nosso André Rocha do UOL, mas também de lances de bom nível técnico como foi São Paulo 2 x 2 Flamengo. O empate dá ainda mais chances ao favorito Palmeiras de ser campeão brasileiro. Mas o clássico mais legal e bem jogado e ousado foi o do Morumbi.

O que não tira o mérito do líder. E nem coloca mais pilha e energia em Flamengo e São Paulo que tentaram vencer como precisavam. E saíram do Morumbi com a frustração do placar. Não do desempenho.

Renê durante São Paulo x Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Queremos mais jogos assim. É possível jogar melhor no Brasil. É necessário jogar mais brasileiro no país. Com a bola, com espírito ofensivo no ataque – e não ofensivo à tradição do “jogo bonito”, a melhor tradução do nosso jogo no mundo.

Ou o que fez o imberbe Helinho, na sua primeira jogada como profissional, entrando no intervalo depois de um bom primeiro tempo em que o São Paulo atacou e fez 1 a 0 com Diego Souza, e na sequência o Flamengo empatou com Uribe, e o jogo seguiu lá e acolá. Até Aguirre ser feliz na mexida mais ousada, abrindo mais o time e apostando no talento do canhoto que passou por dois e mandou a bomba sem chance a César.

Não lembro de estreia assim com tamanho golaço no primeiro chute de marmanjo.

Depois não lembro de mais jogadas perigosas dele. Claro que não por culpa do estreante. Mas também por responsa de Aguirre que tirou Carneiro que estava bem e colocou Edimar para Edimar pela esquerda. O Flamengo cresceu com as boas entradas de Diego, Geuvânio e depois Rodrinei, aos 35. Quando o Tricolor só havia chegado bem com o ótimo Luan. Mas o volante saiu lesionado e o São Paulo saiu ainda menos ao ataque.

Também porque o Flamengo foi empurrando o dono da casa pra própria casinha até empatar aos 35, justamente com Rodinei, em ótimo e solitário lance de Vitinho. O que perderia gol inexplicável aos 45, isolando a bola como Paquetá contra o Palmeiras, no sábado anterior. Ou como Uribe no primeiro tempo, depois de defesa impressionante de Sidão em tiro à queima-luvas de Renê.

Castigo dolorido para o Flamengo que tem mais time, criou mais chances, mas não soube mais uma vez aproveitar. Perde gols e pontos com a facilidade com que cria oportunidades. Mais ou menos como Sidão também cria do nada lances para os rivais e ainda assim faz boas defesas e até milagres.

A situação de Flamengo e São Paulo não depende de milagres para o hepta. Mas esta muito difícil. Porque o Palmeiras tem errado pouco. Ou feito as chances que os rivais desperdiçam.

Embora tenham jogado e bem para vencer, não era jogo para empate no Morumbi.

A situação de Flamengo e São Paulo não depende de milagres para o hepta. Mas esta muito difícil. Porque o Palmeiras tem errado pouco.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget