Witzel quer Concessão do complexo todo do Maracanã. Fla, avalia

RODRIGO MATTOS: O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou a intenção de fazer uma nova concessão do Maracanã incluindo todo o complexo e não só o estádio. A proposta agrada ao Flamengo, maior interessado na arena. A questão é que há diversos entraves para se fazer uma nova cessão da arena.

Em seu twitter, Witzel afirmou que iria levantar a situação do processo entre a concessionária do estádio, Odebrecht, e o estado. ''Lançaremos um edital para concessão do Maracanã, reforma do Célio de Barros, do Julio Delamare e do prédio do antigo Museu. Preservar a arte e mostrar um novo Rio de Janeiro é nossa meta.''

O blog pediu detalhes do plano de concessão à equipe do governador eleito que informou que isso será visto durante o processo de transição. Por enquanto, há apenas a intenção de fazer a concessão inteira, manifestada pelo governador.

Flamengo, a maior torcida do mundo - Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images
Esse modelo implicará em aumento de custos de obras para revitalizar os três equipamentos. Os dois aparelhos esportivos são tombados e portanto não podem ser destruídos. Só que o Célio de Barros não existe mais como arena esportiva: não tem pista de atletismo, nem instalações, tudo virou estacionamento. teria de ser reconstruído. O Julio Delamare precisaria de reparos e é usado para escolinhas. Witzel não falou do Maracanãzinho.

A diretoria do Flamengo, que terá eleições no final do ano, já teve encontro com Witzel. E entende que é viável disputar a concessão do complexo desde que seja possível estabelecer receitas extras com os outros equipamentos.

''Claro que sim. Teremos que avaliar as receitas adicionais decorrentes do investimento incremental. Tudo vai depender do que estiver definido no edital. E, com certeza, o Flamengo estará apto a ser o protagonista do empreendimento'', afirmou o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello.

O clube tinha feito uma estimativa de obras para viabilizar comercialmente o estádio em si, o que incluía derrubada de cadeiras e uso do anel para aumentar receitas. O atual governo do Estado do Rio de Janeiro encomendou estudo para nova concessão que foi feito pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e que incluía apenas o Maracanã, sem o complexo.

Na avaliação de pessoas envolvidas no processo, o novo governo do Rio de Janeiro terá de realizar outro estudo para concessão se mudou os planos para incluir todo o complexo. Ou seja, será necessário mais tempo para lançar um edital de concessão.

Além disso, há duas disputas relacionados à Odebrecht e ao estádio. A Justiça do Rio já anulou a concessão do estádio à empreiteira por casos de corrupção, mas houve recursos do governo do estado. Além disso, estado e Odebrecht têm uma disputa em tribunal de arbitragem relacionada a supostas perdas por alterações no contrato: a empreiteira pede indenização pela mudança das condições iniciais (justamente a vedação à derrubada do Célio de Barros e Parque Julio Delamare por tombamento).

A Odebrecht se prepara para ficar pelo menos durante o ano de 2019 na gestão do estádio por não ver condições de o imbróglio ser resolvido rapidamente. O fracasso do projeto da empreiteira para o estádio, viciado desde o início por relação promíscua com o estado, serve de exemplo para a nova licitação. Sem a possibilidade de exploração comercial do entorno do estádio, é difícil arrecadar o suficiente para manter o Maracanã que pode custar até R$ 30 milhões por ano.

A posição do governador Witzel, no momento, levanta mais perguntas do que dá respostas quando não detalha um projeto para o estádio.

A diretoria do Flamengo, que terá eleições no final do ano, já teve encontro com Witzel.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget