Bandeira nega falta de cobrança no Fla: "Não existe é humilhação"

COLUNA DO FLAMENGO: O Flamengo vive jejum de cinco anos sem conquistar título de expressão. O último foi em 2013, quando ganhou a Copa do Brasil. Por isso, o presidente Eduardo Bandeira de Mello tem recebido muitas críticas de parte da torcida e também da imprensa. O presidente, no entanto, acredita que é questão de tempo para que os troféus comecem a ser enfileirados na Gávea.

— Acho que é uma questão de tempo. É natural. Já se vê a melhoria de desempenho. Hoje (Brasileiro-2018) podia ser campeão com essa pontuação. Tivemos uma série de problemas, arbitragem, gols perdidos. Se o Flamengo fosse campeão, não teria sido injusto. Não dá para a gente garantir. Palmeiras tem um padrinho, ou melhor uma madrinha, que garante o provimento de recursos ilimitados. Flamengo tem que gerar recursos com o seu próprio negócio. Não diria que não deu certo —, disse o presidente, em entrevista para o Blog do Rodrigo Mattos.

Foto: Divulgação
Parte dos torcedores e da mídia brasileira coloca como “motivo” para que o Flamengo não conquiste títulos, a “proteção” de Eduardo Bandeira de Mello aos jogadores, além da falta de cobrança aos mesmos. Porém, o presidente garantiu que isso não existe. Bandeira afirmou que as “broncas” não são feitas publicamente, diferentemente do que “algumas pessoas” anseiam.

— Não falta cobrança. Discordo disso. Existe entre jogadores, da diretoria com os profissionais, dos profissionais com jogadores. O que não existe é humilhação, achincalhe. Algumas pessoas gostariam que expusesse jogadores e desse bronca pela imprensa, fizesse um discurso de esporro coletivo para todo mundo ouvir. Não se expõe jogadores. Eu não admito humilhação de jogador do Flamengo. Por isso algumas pessoas mal intencionadas falam que são queridinhos do presidente. Não existe desrespeito, mas cobrança tem —, concluiu o dirigente.

Eduardo Bandeira de Mello vive seu último mês como presidente do Flamengo. Isso porque, neste sábado (08), na Gávea, haverá votação para decidir quem será o comandante do clube mais popular do país. Ricardo Lomba, da Chapa Rosa, representa a situação, enquanto Rodolfo Landim, da Chapa Roxa, Marcelo Vargas, da Chapa Branca, e José Peruano, da Chapa Amarela, são os opositores.

Se o Flamengo fosse campeão, não teria sido injusto. Não dá para a gente garantir.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget