Flamengo ficou só com R$ 3,7 milhões de Bilheteria no Brasileirão

JORGE NICOLA: O Flamengo teve com folga a maior média de público do Brasileirão, com 47.140 pagantes por jogo. Graças aos quase 900 mil torcedores que compraram ingresso nas 19 partidas do Rubro-Negro como mandante, a receita bruta com bilheteria em 19 rodadas foi de R$ 25,3 milhões. Porém, como em um passe de mágica, exatos R$ 21,6 milhões evaporaram e o Fla ficou com apenas R$ 3,7 milhões.

Ou seja, o clube mais popular do país teve direito a pouco menos de 15% do bolo de dinheiro que gerou com a enorme presença de público no Maracanã. Resultado: o Flamengo teve apenas o 7º maior faturamento com sua torcida no campeonato, bem atrás do Palmeiras (com R$ 21,2 milhões), São Paulo (R$ 16,5 milhões) e Corinthians (R$ 16 milhões), conforme mostram os números no fim da matéria.

Foto: Gilvan de Souza
A perda dos R$ 21,6 milhões é causada por uma série de descontos em cima do borderô das partidas no estádio. A Ferj (Federação do Estado do Rio de Janeiro), por exemplo, morde quase 5% da receita de cada jogo e ficou com mais de R$ 1,2 milhão ao longo do Brasileirão.

O aluguel do Maracanã representou um desfalque ainda maior. No jogo contra o Palmeiras, cuja renda bruta foi de R$ 1,4 milhão (graças a 65.102 torcedores), o Fla teve de pagar quase R$ 218 mil ao consórcio que administra a arena, equivalente a 15% da bilheteria total. Na mesma partida, que terminou empatada em 1 a 1, o clube ainda desembolsou incríveis R$ 447 mil com custos operacionais e R$ 150 mil com contas de consumo.

Desta maneira, é possível afirmar que, a cada real gasto com ingresso pelo rubro-negro, apenas 15 centavos vão para os cofres do clube. No caso dos principais rivais em termos de faturamento, a situação é completamente inversa: 71 centavos de cada real investido pelo são-paulino vão para o clube, contra 63 centavos por real dos corintianos e 57 centavos por real dos palmeirenses.

Por fim: mesmo com uma média de quase 15 mil pagantes a mais por jogo do que o Verdão, o Flamengo arrecada em uma partida aproximadamente 1/6 daquilo que o campeão brasileiro embolsa.

RECEITA LÍQUIDA COM BILHETERIA NO BRASILEIRÃO:

1º Palmeiras: R$ 21,2 milhões
2º São Paulo: R$ 16,5 milhões
3º Corinthians: R$ 16 milhões
4º Grêmio: R$ 11,6 milhões
5º Internacional: R$ 11,1 milhões
6º Ceará: R$ 5 milhões
7º Flamengo: R$ 3,7 milhões
8º Atlético-MG: R$ 3,6 milhões
9º Chapecoense: R$ 3,14 milhões
10º Bahia: R$ 3,11 milhões
11º Cruzeiro: R$ 2,4 milhões
12º Paraná: R$ 2,3 milhões
13º Sport: R$ 1,9 milhões
14º Santos: R$ 1 milhão
15º Atlético-PR: R$ 940 mil
16º Vasco: R$ 921 mil
17º Vitória: R$ 518 mil
18º América-MG: -R$ 1 milhão
19º Fluminense: -R$ 3,1 milhões
20º Botafogo: -R$ 3,2 milhões

Nas 19 partidas do Rubro-Negro como mandante, a receita bruta com bilheteria em 19 rodadas foi de R$ 25,3 milhões.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget