Flamengo sela gestão Bandeira com recorde de público e vexame

ESPN: O sábado tinha tudo para ser especial no Maracanã. Isso porque, no confronto entre Flamengo e Atlético-PR, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, Lucas Paquetá fez seu último jogo com a camisa do clube carioca, já que está de partida para o Milan, da Itália. E com mais de 60 mil pessoas presentes ao estádio, sua despedida só não foi perfeita porque sua equipe levou a virada e perdeu por 2 a 1.

O Flamengo abriu o placar com Rhodolfo, de cabeça, mas no segundo tempo levou a virada graças a Matheus Rossetto e Rony.

Foto: Divulgação
Com o resultado, o Flamengo terminou o Brasileirão com 72 pontos, na 2ª colocação, atrás apenas do líder Palmeiras, já que não pode mais ser alcançado pelo Inter. Já o Atlético-PR, com 57, fica na 7ª colocação, fora da Libertadores, já que o Atlético-MG também venceu na rodada e manteve a 6ª posição.

Porém, ainda há uma esperança para a equipe do Paraná, que se concentra agora na final da Sul-Americana. Se for campeão, se garante na fase de grupos da Libertadores.

O JOGO

Apesar de entrar em campo ainda com chances de conseguir uma vaga na principal competição do continente via Brasileirão, o Atlético optou por escalar um time reserva, priorizando a final da Sul-Americana, que começa já nesta quarta-feira, contra o Junior Barranquilla, da Colombia. Apesar disso, o início de jogo foi com o time paranaense indo para cima, criando duas boas oportunidades antes dos 10 minutos. Primeiro, Márcio Azevedo acertou belo chute, obrigando César a fazer uma boa defesa. Depois, o lateral tabelou com Rony e a bola sobrou para Camacho, que chutou em cima de Renê.

Na primeira grande oportunidade, o Flamengo já abriu o placar. Aos 22, Diego cobrou escanteio da direita, Rhodolfo subiu mais que os defensores adversários e mandou a bola no cantinho, para festa dos mais de 66 mil torcedores presentes ao Maracanã, novo recorde de público do Brasileirão.

Aos 34, outra boa chance. Arão cruzou da direita, Paquetá ganhou no alto e acionou Uribe, que cabeceou por cima. Oito minutos mais tarde, Everton Ribeiro, que marcou dois belos gols no último jogo, por pouco não conseguiu mais uma pintura. Após corta-luz de Diego, o camisa 7 bateu colocado, mas Felipe Alves tirou com a ponta dos dedos.

Na volta para a segunda etapa, o técnico Tiago Nunes colocou o artilheiro Pablo, autor de 12 gols no Brasileiro e o Atlético-PR melhorou bastante. A primeira chance foi com Rony, aos 4, mas ele chutou por cima. Aos 19, porém, veio o empate. Uribe saiu jogando mal, os paranaenses conseguiram bela troca de passes e a bola chegou em Matheus Rossetto, que girou e bateu bem, mandando a bola para o fundo das redes.

E a virada não demorou a sair. E foi com um golaço. Marcio Azevedo deu um rolinho em Berrío e tocou para Lucho González. O argentino encontrou Rony, que acertou um chutaço no ângulo, sem chances para César.

A desvantagem no placar fez o Flamengo ir para cima. Aos 34, Arão acertou belo chute, mas a bola foi para fora. Dois minutos mais tarde, foi a vez de Vitinho ter uma chance, obrigando Felipe Alves a fazer boa defesa.

Aos 37, confusão generalizada em campo, que terminou com as expulsões de Arão e Rony, deixando as duas equipes com 10 em campo na parte final da partida.

No apito final, muita emoção de Lucas Paquetá, que caiu no centro do gramado do Maracanã, bastante emocionado. Depois disso, ele se dirigiu para as arquibancadas do estádio, onde estava sua família.

E com mais de 60 mil pessoas presentes ao estádio, sua despedida só não foi perfeita porque sua equipe levou a virada e perdeu por 2 a 1.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget