Landim diz que Fla perde muito dinheiro com contratações erradas

ESPORTE 24 HORAS: Jorge Abel Costa

O futuro do Flamengo em xeque. Neste sábado, os sócios rubro-negros decidem o nome do novo presidente do clube. Após seis anos no comando, Eduardo Bandeira de Mello se despede da administração com dois cenários distintos. Enquanto estruturalmente a instituição vive seu auge, no futebol a falta de DNA da equipe com a torcida gera críticas. Aliás, o fato rodeou todo o debate político e aumentou a incerteza no cenário político.

Diante de toda polarização, o Esporte 24 Horas conversou com o principal candidato da chapa de oposição, Rodolfo Landim, sobre temas sensíveis ao Flamengo neste momento. Por exemplo, a construção do elenco. De acordo com o candidato, o clube precisa alterar sua forma de contratar.

Rodolfo Landim, da Chapa Roxa, votando no Flamengo - Foto: Marcos Coelho
“Hoje, a gente tem um elenco recheado de contratações caras. Mas a relação de custo-benefício não é boa. Nós erramos demais nas contratações e elas oneram muito o orçamento do Flamengo. Por isso, vamos mudar toda a forma de pensar e decidir sobre futebol. Assim a gente espera errar menos no mercado”, afirma Ladim.

Caso Diego Alves
Outra questão que vai precisar ser administrada é a de Diego Alves. Desde o episódio com Dorival Júnior, o goleiro ficou na “geladeira” no Flamengo. No entanto, nem todos os fatos foram compartilhados. Por isso, caso eleito, Rodolfo Landim quer ter uma conversa olho no olho com o atleta. De acordo com o candidato, a situação tem que ser entendida em sua totalidade.

“Assim que eu assumir a presidência, vou procurar saber o que aconteceu. Até o momento, eu tenho uma razoável visão sobre o que pode ter acontecido. Mas, óbvio, é importante sentar na mesa e conversar olho a olho com as partes envolvidas. Pelo pouco que sei, nem todos os pontos foram esclarecidos e tornados públicos. Então, é algo que a gente precisa entender para tomar uma decisão melhor”, declara Landim.

Maracanã ou casa própria
Assim como no caso de Diego Alves, a situação envolvendo o Maracanã é algo que precisa ser analisado. Embora haja o interesse na construção por um estádio próprio, a oposição não esconde a preferência pela administração do Maracanã. Em entrevista, Rodolfo Landim revela que sua gestão vai ter três linhas linhas de atuação sobre o tema.

“Temos três linhas de ação. Primeiro, a gente pretende renegociar o contrato vigente com o Maracanã. Pois temos várias melhorias para fazer nesse vínculo. Segundo, queremos estimular e participar de uma licitação pelo estádio. A gente sabe e gostaria de operar o Maracanã. A última, por sua vez, é alternativa de construir um estádio. Mas não vamos fazer factoide, sabemos da dificuldade e dos riscos que isso pode gerar futuramente ao clube. Então, não vamos loucura por isso”, revela o candidato.

Manutenção das jovens promessas
Na verdade, loucura mesmo é a saída dos nossos jovens cada vez mais cedo para à Europa. Aliás, neste temporada, Flamengo perdeu Vinicius Junior, Felipe Vizeu e Lucas Paquetá para o continente europeu. O último, por sua vez, teve sua venda bastante questionada nos bastidores. Ainda assim, Rodolfo Landim diz ter uma fórmula para segurar as jovens promessas rubro-negras por mais tempo no clube.

“Tenho uma fórmula para não deixar nossos jovens serem tão assediados. Há maneiras de melhorar esse processo. Conversar com as famílias, mostrar as vantagens de estar ligado ao grande clube e apresentar a possibilidade maior desenvolvimento. Mas, não tem dúvidas, é um desafio. Esse é um tema que deveríamos discutir na melhoria para o futebol brasileiro”, sugere o candidato.

Por que votar em Rodolfo Landim?
Antes de iniciar uma mudança no futebol nacional, Rodolfo Landim tem a missão de alterar o modo como as coisas estão sendo geridas no Flamengo. Por isso, o candidato promete uma forte mudança no comando. De acordo com Landim, o clube não pode mais aceitar uma mentalidade medíocre em sua administração. 

“A torcida não reconhece um comportamento compatível com o que é a história do Flamengo. Na atual gestão, os torcedores reconhecem a tolerância total à mediocridade. Uma diretoria que não tem a dimensão do que é o Flamengo e aceitam resultados médios. Isso tem que mudar. O sentimento de falta de cobrança é generalizado do clube. Se não mudar a liderança, nada vai acontecer. Posso garantir que comigo isso não vai ficar assim. Até porque eu odeio perder”, conclui Rodolfo Landim.

De acordo com o candidato, o clube precisa alterar sua forma de contratar.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget