No Flamengo, Rodrigo Caio pode reeditar dupla com Rhodolfo

CORREIO BRAZILIENSE: O iminente anúncio oficial da contratação do versátil Rodrigo Caio pelo Flamengo deve resgatar uma dupla de zaga de 2011. O beque de 25 anos formou par com Rhodolfo no São Paulo. Ambos são velhos conhecidos da retaguarda tricolor. Se o antigo amigo permanecer no clube carioca em 2019, eles podem reeditar a sociedade com a camisa rubro-negra. Em tese, o entrosamento é bom para o técnico Abel Braga.

Rhodolfo e Rodrigo Caio jogaram juntos como titulares pela primeira vez em 4 de agosto de 2011 na vitória do São Paulo por 3 x 0 sobre o Bahia pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.  Antes, haviam atuado alguns minutos na goleada do Corinthians por 5 x 0 sobre o tricolor e num empate por 2 x 2 com o Atlético-GO. Rodrigo Caio entrou durante a partida. Ambos foram campeões da Copa Sul-Americana de 2012 sob a batuta do técnico Ney Franco,

Rodrigo Caio e Rhodolfo - Foto: Divulgação
A aquisição de Rodrigo Caio é um indicativo de que Abel Braga estuda romper com o sistema tático 4-2-3-1 e variações como 4-1-4-1 e 4-3-3 na próxima temporada. O reforço atuou no São Paulo ao lado de Rhodolfo em linhas de três zagueiros. Em 2012, o São Paulo usou trios com Rodrigo Caio, Rhodolfo e Paulo Miranda; ou Rodrigo Caio, Rhodolfo e Edson Silva. O último trabalho de Abel Braga usava o sistema tático 3-5-2 no Fluminense. Em tese, o Flamengo teria como opção a utilização de Léo Duarte, Rodrigo Caio e Rhodolfo.

Além de opções para a defesa, Rodrigo Caio apresenta alternativas para o meio de campo. Começou como volante. Foi usado algumas vezes no São Paulo na função de primeiro volante no início e no decorrer das partidas. No primeiro ano com a camisa tricolor, atuou ao lado e/ou como substituto dos volantes Denílson e Casemiro. Logo, se necessário, tem facilidade para atuar, por exemplo, na cabeça de área — posição dos especialistas Cuéllar e de Piris da Motta. Um das características de Rodrigo Caio é justamente o desarme.

Rodrigo Caio de vez em quando deixa o dele na rede adversária. De 2011 a 2018, só passou duas temporadas sem marcar, justamente as duas primeiras como profissional. Fez quatro gols na temporada de 2013 e quatro em 2016. Nas demais, anotou ao menos um por ano.

Ouro nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 e querido por Tite, Rodrigo Caio pode deixar o Flamengo na mão nas convocações da Seleção Brasileira. Jovem, continua sendo opção no ciclo para a Copa do Catar-2022. Além das requisições, uma contusão grave merece atenção: o zagueiro sofreu ruptura no ligamento cruzado em 2014 e passou por uma cirurgia. Volta e meia sofre lesões e é entregue ao departamento médico. No Brasileirão deste ano, passou um turno inteiro fora do time por causa de contusão. Foram três meses de fisioterapia.

Estima-se que Rodrigo Caio desembarque no Ninho do Urubu custando 5 milhões de euros. É a primeira negociação do novo empresário dele, Nick Arcuri. O agente anterior do jogador era Carlos Leite. O Flamengo assume 50% dos direitos do jogador. Segundo dados do Footstats, na temporada passada, disputou 23 jogos oficiais pelo São Paulo, fez dois gols, sofreu 24 faltas e cometeu 25. Do ponto de vista técnico, um ótimo reforço. Resta saber se terá regularidade no Flamengo.

Em 2012, o São Paulo usou trios com Rodrigo Caio, Rhodolfo e Paulo Miranda; ou Rodrigo Caio, Rhodolfo e Edson Silva.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget