Salário de jogadores assusta nova diretoria do Flamengo

Por Mauro Cezar Pereira

Com boa estrutura administrativa e política de gestão exemplar desde 2013, o Flamengo virou modelo entre os clubes do país. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, de saída, não interfere ali. Contudo, ele se envolveu com o futebol. E muito, a ponto de acumular a vice-presidência da pasta. E o cenário assusta.

Os gastos no futebol foram, em muitos casos, o oposto da boa gestão administrativa rubro-negra. Integrantes da equipe que tomará posse dia 2 estão abismados com os custos e salários de alguns jogadores já de saída. Péssimas escolhas técnicas e gestão do dinheiro do futebol.

Rodolfo Landim e Ricardo Lomba nas Eleições do Flamengo - Foto: Staff Images
E teve a Ilha do Urubu, boa ideia para tornar o Flamengo menos dependente do Maracanã e asfixiar o consórcio e suas taxas, tirando de lá a maioria dos jogos e reduzindo o faturamento do estádio. Porém, o campo da Portuguesa foi sumariamente abandonado após milhões de reais investidos.

Os gastos no futebol foram o oposto da boa gestão. Integrantes da equipe estão abismados com os custos e salários de alguns jogadores já de saída.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget