Salário vira empecilho para a permanência de Dodô no Santos

GLOBO ESPORTE: O futuro de Dodô já virou novela. O lateral-esquerdo está emprestado ao Santos pela Sampdoria, da Itália, até o fim deste ano, com opção de compra no valor de 2 milhões de euros (R$ 8,6 milhões de reais).

Por diversas vezes, a diretoria do Santos disse ter o dinheiro reservado para ficar com o jogador em definitivo, mas ainda precisa negociar o pagamento de salário – atualmente, o Santos paga 20% dos vencimentos do jogador. O empresário de Dodô, Junior Pedroso, comentou a situação do lateral, em entrevista à Rádio Globo.

– A gente teve uma conversa inicial e ficamos de marcar um novo encontro para ter um alinhamento. Hoje o Santos paga 1/5 do salário do Dodô. O momento agora é outro, a Sampdoria não pagaria este valor se ele ficasse aqui em definitivo. Não foi discutido isso (tempo de contrato). A discussão primeiramente foi o Santos absorver o custo salarial dele – afirmou Junior Pedroso.

Foto: Marcos Ribolli
Contratado em fevereiro, Dodô chegou ao Santos com um grande histórico de lesões, mas isso virou passado no Peixe. O lateral perdeu poucos jogos na temporada e somou atuações consistentes, que o valorizaram no mercado.

Cruzeiro e Flamengo, que têm maior poder aquisitivo que o Santos, já demonstraram interesse em contar com Dodô a partir do próximo ano. Junior Pedroso garantiu que não abriu negociação com qualquer clube e que pretende definir a situação do lateral no Peixe primeiro.

– Dodô disse que não queria falar sobre outras propostas até o termino da temporada. Alguns clubes nos procuraram, mas não abrimos nenhum tipo de negociação, pois respeitamos a situação com o Santos. Vamos entender primeiro a definição com o Santos – emendou o empresário.

Dodô se firmou como titular do Santos com menos de três jogos. Em 2018, o lateral fez 53 jogos com a camisa do Peixe e marcou um gol. Recentemente, o lateral afirmou que poderia abrir mão de parte do salário para permanecer no Santos. Na prática, a situação não é tão simples assim.

– Quando ele voltou pro Santos foi por uma questão de jogar. Ele também perdeu espaço, ficou um bom tempo sem jogar (na Europa). Ele precisava resgatar os números de partidas. A intenção era ficar um ano e voltar para Europa e jogar em um time de alto nível. A gente tem de entender o mercado, a Europa está na metade da temporada. Ele não têm passaporte europeu e isso dificulta, além da situação financeira. Tem clube que não tem orçamento para metade da Europa – concluiu Junior Pedroso.

Cruzeiro e Flamengo, que têm maior poder aquisitivo que o Santos, já demonstraram interesse em contar com Dodô.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget