Veja quem integrará Departamento de Futebol de Landim e Lomba

O GLOBO: Se Rodolfo Landim e Ricardo Lomba têm caminhado na mesma linha quando o assunto é treinador do Flamengo para 2019 — ambos hoje estão entre Abel e Dorival Júnior —, a estrutura do futebol no entorno deste profissional varia de acordo com a proposta de cada chapa.

No organograma de Landim, da chapa roxa, um comitê de futebol formado por vice-presidentes e pelo próprio mandatário será responsável pelas principais decisões estratégicas.

Na estrutura, o vice de futebol é apenas mais uma voz junto à diretoria, segundo Landim, mas com presença no dia a dia. O nome da chapa para o cargo é de Marcos Braz, que ocupou a pasta em 2009, ano do hexa brasileiro.

Foto: Divulgação
A ideia da chapa roxa é que apenas um executivo ocupe uma função de gerência. Entre os nomes, aparece o de Gabriel Skinner, que já passou pelo clube no cargo, indicado por Luiz Eduardo Baptista, o BAP. O executivo teria autonomia relativa e responderia aos anseios do comitê de futebol.

Todos os membros da comissão técnica serão avaliados por Landim. Carlos Noval, atual executivo, pode voltar para a base. Há sinalização de que não haverá caça às bruxas entre funcionários.

Paulo Autuori cotado para coordenador

A presença de profissionais remunerados é mais constante na estrutura idealizada por Ricardo Lomba. Além do executivo do futebol, que hoje é Carlos Noval, a intenção é a contratação de um coordenador da área. O nome de Paulo Autuori agrada.

Da base, vem o vice de futebol da chapa rosa, Luis Nogueira, que foi assessor especial da presidência e integra o grupo político de apoio a Lomba. O nome ainda não foi confirmado por razões profissionais, mas Nogueira já toma pé do planejamento do futebol profissional há algum tempo.

Embora tenha mais profissionais, a estrutura de Lomba reforça a presença do grupo político SoFla no futebol profissional do Flamengo, que antes de Lomba era restrito a presença do presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Outra diferença relevante é a participação do diretor-geral do clube. Com Lomba, o atual CEO Bruno Spindel seguiria dando suporte ao futebol, atuando em contratações, inclusive. Com Landim, Spindel tem boas chances de permanecer no cargo, mas não com a mesma autonomia.

Os outros concorrentes já nomearam seus cargos. O candidato Marcelo Vargas, da chapa branca, afirma que terá Mauro Serra como vice de futebol e Guilherme Krol como supervisor. José Carlos Peruano, da chapa amarela, disse que Marcos Braz será seu vice de futebol e Rodrigo Caetano o executivo.

Além do executivo do futebol, que hoje é Carlos Noval, a intenção é a contratação de um coordenador da área. O nome de Paulo Autuori agrada.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget