Sem acordo por Ronaldo, Fla descarta dar mais dinheiro ao Santos

A TRIBUNA: Sem conseguir atender os pedidos financeiros do empresário André Cury para que o volante Ronaldo assine contrato de empréstimo com o Santos, o presidente do Peixe, José Carlos Peres, pensa em pedir uma compensação em dinheiro ao Flamengo para colocar um ponto final na venda de Bruno Henrique. Porém, essa é uma possibilidade descartada pela diretoria rubro-negra.

Em entrevista para A Tribuna On-line, o vice-presidente de futebol da equipe carioca, Marcos Braz, afirmou que toda a situação financeira envolvendo essa negociação já foi resolvida e o máximo que o Flamengo pode fazer é oferecer um outro atleta.

"Uma compensação financeira não daremos (caso o Santos não se acerte com Ronaldo). Já nos entendemos em relação à parte financeira e, inclusive, já pagamos a primeira parcela no prazo combinado. Podemos ceder algum outro atleta. Mas vamos aguardar. Parece que o empresário do Ronaldo está viajando e assim que voltar vamos conversar. Certamente, vamos nos entender. Não acredito que teremos problemas", disse o dirigente flamenguista.

Foto: Alexandre Vidal
Questionado se esse jogador poderia ser o meio-campista Jean Lucas, pedido por Jorge Sampaoli desde o início das negociações por Bruno Henrique, Braz explicou que esse atleta está fora de cogitação.

"O Jean Lucas faz parte dos nossos planos. Ele atuou ontem (o Flamengo ganhou do Boavista por 3 a 1, pelo Campeonato Carioca). Então, não seria possível. Mas o elenco do Flamengo é extenso e com certeza vamos resolver essa questão", acrescentou o vice-presidente de futebol rubro-negro.

O impasse

Durante reunião do Conselho Deliberativo, José Carlos Peres afirmou que se o volante não reduzir a pedida salarial, não haverá acerto com o Santos.

"O Ronaldo é um jogador que jogou pouco no Flamengo. Fez uma excelente Copa São Paulo em 2016. Tem talento e é muito promissor. Mas chegou aqui achando que ganharia fortunas", disse o mandatário santista.

O impasse para o anúncio de um ano de empréstimo está nos salários do jogador, que desembarcaria na Vila Belmiro com opção de compra por 3 milhões de euros (R$ 12 milhões na cotação atual). Neste período de empréstimo, Ronaldo receberia R$ 80 mil por mês.

No final do vínculo, caso o Santos optasse por comprá-lo, os vencimentos do volante passariam a ser de R$ 120 mil. Mais: diante da aquisição de Ronaldo, o Peixe pagaria 7% do valor da transação como comissão ao empresário do atleta. Ou seja: R$ 840 mil.

Mas, repentinamente, a coisa desandou. A cúpula alvinegra teria mudado de ideia em relação ao salário de Ronaldo após a aquisição e o percentual da comissão. Os valores sugeridos pelo Santos passaram a ser de R$ 100 mil de vencimentos ao atleta e 5% (R$ 600 mil) do valor da transação ao agente.

O descumprimento do que já havia sido acertado irritou o empresário de Ronaldo, que não abre mão daquilo que havia sido combinado inicialmente.

Toda a situação financeira envolvendo essa negociação já foi resolvida e o máximo que o Flamengo pode fazer é oferecer um outro atleta.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget