Flamengo precisará de empréstimo para fechar as contas em 2019

RODRIGO MATTOS: Maior investidor no mercado de transferência, o Flamengo gastou R$ 120 milhões em contratações consideradas todas as despesas e não realizou vendas de atletas, segundo número calculados pela diretoria. Esse montante ultrapassa o previsto no orçamento inicial. Agora, o clube finaliza uma revisão do plano financeiro que incluirá empréstimo e antecipações do valor. Isso será necessário para fechar as contas deste ano.

Pelo orçamento original, o Flamengo previa um gasto de cerca de R$ 100 milhões com direitos federativos e vendas em torno de R$ 70 milhões em jogadores, uma parte delas já no início do ano o que não ocorreu. Mas o clube estourou o valor com um total de investimento de R$ 108 milhões nos direitos econômicos, incluindo Bruno Henrique, Arrascaeta, Rodrigo Caio. Outros valores são de luvas e comissões o que eleva o total a em torno de 120 milhões.

Gabigol comemorando gol com jogadores do Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Além disso, houve um aumento de R$ 10 milhões por ano no gasto estimado com pessoal que inclui, além do futebol, outros esportes como o remo. E, mais do que isso, o Flamengo estima uma perda de R$ 20 milhões nos valores a serem recebidos por Paquetá por conta da queda do valor do euro frente ao real. Tudo isso está incluído na revisão orçamentária.

Com esses dados, o Flamengo terá de levantar no mercado bancário entre R$ 80 milhões e R$ 90 milhões. Uma parte virá de antecipação dos dois pagamentos restantes por Paquetá vindos do Milan. Haverá outro empréstimo para complementar. Houve leve redução da receita prevista já que as negociações de atletas foram substituídas por incremento na previsão de outros itens.

A diretriz do plano da diretoria é que o Flamengo precisava usar todo o dinheiro disponível já no início do ano para montar o time para temporada. Afinal, a principal promessa do presidente rubro-negro, Rodolfo Landim, foi ganhar títulos. A revisão orçamentária permite que o clube não tenha obrigação de vender jogadores neste momento, o que fortalece o time.

Durante a temporada, a ideia é que, sim, ocorram negociações de atletas para ajudar a reduzir a dependência do empréstimo. Caso isso não ocorra, o Flamengo vai alongar a dívida do empréstimo para o próximo ano. A nova diretoria entende que a operação mantém o equilíbrio porque o débito privado rubro-negro foi quase zerado nas duas administração anteriores.

Essa operação de empréstimo, assim como a revisão do orçamento, será levada para votação no Conselho de Administração do clube nas próximas semanas. Comissões do clube vão analisar o procedimento para dar um parecer ao órgão. A tendência é de aprovação visto que a atual diretoria tem maioria no conselho.

Além disso, houve um aumento de R$ 10 milhões por ano no gasto estimado com pessoal que inclui, além do futebol, outros esportes como o remo.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget