Willian Arão tenta superar rótulo de "descartável" no Flamengo

UOL: No Flamengo desde janeiro de 2016, Willian Arão já experimentou as mais diversas sensações desde que pisou na Gávea pela primeira vez.

Contratado do Botafogo, o camisa 5 chegou como um símbolo da supremacia rubro-negra sobre o rival. Titular com Muricy, foi peça-chave da equipe e ganhou a torcida com bom futebol e gols, o que lhe rendeu a pecha de "volante moderno".

Convocado por Tite para um amistoso da seleção, Arão, no entanto, viveu o outro lado da moeda. Em queda livre de rendimento, passou a frequentar o banco de reserva, viu seu espaço diminuir entre os 11 e passou a ser descartável. Carta fora do baralho, esteve com um pé no Olympiacos. Receoso com possível calote, recuou e permaneceu. Contra a Chapecoense, voltou a atuar desde o início e fez um jogo digno de seus melhores momentos.

Willian Arão no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Com bons passes, entrega na marcação e a sua característica chegada na área rival, Arão deixou o gramado do Maracanã festejando seu renascimento pessoal e virou uma alternativa real para Mauricio Barbieri. Como Lucas Paquetá e Cuéllar chegam de volta ao Brasil na próxima quarta, o jogador pode iniciar a "decisão" de quarta contra o Corinthians, às 21h45, no Maracanã. Caso o treinador opte por uma equipe mais descansada, a tendência é que ele inicie a semifinal da Copa do Brasil

"Foi bem contra o Inter, hoje também. São opções que ganhamos. Quem cresce com isso é o Flamengo, ele demonstrou seu valor. Sempre desarmou muito", elogiou o comandante.

A situação de Arão fica ainda mais favorável por conta da não-inscrição de Piris da Motta na Copa do Brasil. Sem o paraguaio, crescem as chances do jogador atuar ante o Alvinegro, visto que Romulo tem sido uma alternativa cada vez menos cogitada pelo treinador.

"Temos de esperar para vermos as condições de Cuéllar e Paquetá. São jogadores muito importantes, mas temos de esperar. Não posso adiantar", despistou Barbieri.

A vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense trouxe um pouco de paz para o tumultuado ambiente do Flamengo, que vinha de uma sequência de três jogos sem vitórias no Brasileiro. O triunfo também significa uns dias de sossego para Barbieri, cada vez mais pressionado no clube. Como tem sido nos últimos meses, os rubro-negros têm mais uma semana para lá de decisiva. Depois de encarar o Corinthians, o time pega o Vasco no sábado, 19h, no Mané Garrincha.

Carta fora do baralho, esteve com um pé no Olympiacos. Receoso com possível calote, recuou e permaneceu.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget