Em 2013, Diego Alves também se recusou a ser reserva no Valência

ESPN: Não foi novidade na carreira de Diego Alves a insatisfação com o banco de reservas. O goleiro, que não aceitou ser preterido por César na vitória do Flamengo sobre o Paraná, no domingo, já havia tido postura parecida na Espanha, com a camisa do Valencia, chegando até a ser multado.

O episódio aconteceu no final de 2013, em partida que o Valencia perdeu para o Real Madrid por 3 a 2. Naquela semana, a equipe de Diego Alves era comandada pelo interino Nico Estévez, depois da demissão do técnico sérvio Miroslav Djukic, e sua opção foi pelo goleiro Vicente Guaita.

Foto: Divulgação
O brasileiro ficou sabendo que não seria titular no hotel em que o Valencia estava concentrado. Ao receber a escalação, teria reagido com gritos e cobrado Estévez, segundo informaram os jornais espanhóis na época. Diego Alves teria seguido insatisfeito para o ônibus da equipe.

Na ocasião, o brasileiro foi contido pelo preparador de goleiros José Manuel Ochotorena, que pediu para que ele se acalmasse e aceitasse a opção por Guaita – com quem ele já havia dividido a condição de titular na temporada 2011/12, quando alternavam a posição entre os 11 iniciais.

O Valencia, contudo, não aceitou bem o episódio e aplicou multa ao goleiro brasileiro, repetindo o que já havia feito naquela temporada com o zagueiro francês Adil Rami por atitude similar.

No Flamengo, Diego Alves foi comunicado pelo preparador de goleiro Rogério Maia e pelo técnico Dorival Júnior que não seria titular contra o Paraná e que a vaga seria de César.

A comissão justificou a opção pelo fato de Diego estar retornando de lesão e César ter ido bem nas oportunidades que teve. O arqueiro, porém, não aceitou bem, reclamou e citou até sua trajetória no clube para jogar. No fim, acabou sem sequer viajar para o Paraná com a delegação rubro-negra.

“A situação está sendo trabalhada internamente com tranquilidade. Nada que se torne mais importante do que a entidade, do que os interesses da nossa equipe. A preocupação é com hoje. O Diego é um grande profissional, nada contra ele. Diego retornou de lesão um pouco séria, fez poucos períodos de treinamento, mas independente disso quem jogaria hoje seria o Cesar”, disse Dorival.

“Quando o posicionei, ele fez a solicitação. E a diretoria está conversando com ele com tranquilidade. Como vamos fazer também. Estamos num momento em que tudo está muito favorável, com ambiente de trabalho, com foco rodada a rodada. Com ele não vai ser diferente. Ele vai ser respeitado. É tudo questão de tempo. As coisas se ajustam”, completou o treinador.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Flamengo tem o importante compromisso contra o líder do campeonato, o Palmeiras, sábado, no Maracanã, às 19h (horário de Brasília).

No Flamengo, Diego Alves foi comunicado pelo preparador de goleiro Rogério Maia e pelo técnico Dorival Júnior que não seria titular contra o Paraná.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget