Números de Diego Alves decaíram no 2º turno pelo Flamengo

COLUNA DO FLAMENGO: Por: Aguinaldo Junior

O Flamengo tinha tudo para estar vivendo um momento de paz e tranquilidade na temporada, focando apenas no próximo confronto do Campeonato Brasileiro. No entanto, após Diego Alves se recusar à viajar para Curitiba, pois não queria ser reserva de César, uma pequena crise estourou no Ninho do Urubu. Porém, os números também estão contra o antigo titular da posição.

Diego Alves chegou a ser o goleiro menos vazado do Brasileirão. O camisa 1 passou nove rodadas do primeiro turno sem ver sua rede ser balançada pelos adversários. Muito disso, devido ao seu grande desempenho debaixo da meta rubro-negra. O arqueiro chegou a ter 83,9% de aproveitamento nas bolas que foram à meta rubro-negra, na primeira fase da competição, sofrendo apenas 0,56 gol por partida. O atleta atuou em 16 jogos.

Foto: Reprodução
No segundo turno do Nacional, as coisas mudaram. O camisa 1 da Gávea atuou em apenas sete jogos, até se lesionar na parte posterior da coxa esquerda. O jogador ficou apenas dois duelos sem ser vazado, e sua média que eram de incríveis 0,56 gol sofrido por partida, aumentou para 1,0 por embate disputado. O aproveitamento de defesas também caiu: de 83,9% para 73,1%.

Agora, se levar em conta um dos maiores prêmios da imprensa brasileira, o Bola de Prata, da ESPN, a queda de desempenho de Diego Alves também fica comprovada. Se no primeiro turno a nota do goleiro era de 6,62, na segunda fase do torneio caiu para 5,15. Se comparar a posição alcançada pelo arqueiro na primeira e na segunda etapa do Brasileirão, isoladamente, ele saiu de líder, entre os guarda redes que disputam o torneio, para a 12° posição.

Por outro lado, o agora titular da meta rubro-negra, César, tem os números ao seu favor. Desde que Diego Alves se lesionou, o camisa 37 esteve sob o gol em quatro oportunidades e ainda não foi vazado. Contra o Bahia, foram três defesas, a mesma quantidade no confronto diante do Corinthians. No clássico com o Fluminense, foram cinco, enquanto que contra o Paraná, foram duas.

As notas em que César recebeu nestas partidas, segundo o site especializado em estatística SofaScore, também chamam a atenção. Ao todo, a média do atleta é de 7,6, sendo as notas: 7,4 (Bahia), 7,9 (Corinthians), 8,0 (Fluminense) e 7,1 (Paraná). Desde que Dorival Júnior assumiu o comando do time, o jovem arqueiro de 26 anos assumiu o posto de titular e, mesmo com o retorno de Diego Alves, não deve perder a posição.

Diego Alves, por sua vez, se reuniu com os dirigentes do Rubro-Negro, junto com o seu empresário, Eduardo Maluf, nesta terça-feira (23). A reunião demorou algumas horas, e o jogador vai se apresentar normalmente nesta quarta (24), para treinar com o restante do elenco. Porém, a atitude do arqueiro gerou um mal-estar entre os jogadores, comissão técnica e diretoria.

No jogo diante do Palmeiras, no próximo sábado (27), César deve manter o seu posto de titular, enquanto que Diego Alves deve ir para o banco de reserva. A partida contra o Alviverde, que será disputada no Maracanã, às 19h (horário de Brasília), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, é decisiva para as pretensões do Fla. A diferença entre as equipes é de quatro pontos na tabela. Líder, o time paulista tem 62, enquanto o Mengo tem 58 e ocupa a segunda posição.

O camisa 1 passou nove rodadas do primeiro turno sem ver sua rede ser balançada pelos adversários.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget