Samir revela sonho de retornar para se aposentar no Flamengo

ESPORTE 24 HORAS: Por Jorge Abel Costa

Cria da base, Samir conquistou o carinho do torcedor rubro-negro com sua entrega e comprometimento tático. Vale lembrar, as atuações contagiantes do atleta no título da Copa do Brasil de 2013. Por isso, até hoje, o jogador recebe manifestação de reconhecimento do trabalho realizado no clube. Atualmente, na Udinese, Samir agradece a torcida e revela como o Fla foi importante em sua carreira.

“Agradeço muito o carinho do torcedor do Flamengo. Tenho certeza de que estou na história do clube pelos títulos que ajudei a conquistar. No último de expressão, a Copa do Brasil, tive a chance de ser titular, o que foi muito importante pra mim’’, conta o jogador.

Samir na Udinese - Foto: Getty Images
Apesar dos seus 23 anos, Samir já projeta o futuro da carreira. Embora reconheça que o destino possa reservar outros acontecimentos, o defensor já tem certeza de como pretender que seja o fim: no canto da torcida rubro-negra.

“Meus planos são de continuar aqui na Europa por bastante tempo e voltar um dia para o Flamengo e encerrar minha carreira. É a minha casa, sou querido pelos torcedores, e seria sensacional poder retornar e conquistar mais títulos pelo clube do meu coração’’, concluiu Samir.

Experiência na Udinese

Em 2015, Samir foi contratado pela Udinese como zagueiro. Mas, ao chegar na Itália, se deparou com outro desafio: atuar de lateral-esquerdo. Diante da sua rapidez na recomposição, o ex-Fla foi colocado na função e vem correspondendo. De acordo com o defensor, o desejo de ajudar a equipe e fazer sucesso na Europa o motiva a jogar em qualquer posição. Mas, reconhece que ainda necessita de alguma adaptação.

“Estou jogando de lateral-esquerdo há algum tempo. É o que sempre digo: o importante é jogar, não importa a posição. Ainda estou me adaptando, não é fácil, porque sempre fui zagueiro. Estou acostumado a destruir jogada, e não a construir. Mas tenho dado o máximo para corresponder. A Itália é uma ótima escola para zagueiros e estou no lugar certo. Espero ficar aqui por muitos anos ainda”, reitera Samir.

Empréstimo ao Hellas Verona

Assim que chegou à Europa, Samir foi recebido por uma Udinese repleta de estrangeiros. Por isso, já foi avisado que não teria espaço na equipe na temporada. Portanto, o jogador ficou a espera de uma proposta de empréstimo. Até que chegou a do Hellas Verona e ele não pensou duas vezes. Hoje, o defensor se recorda com carinho da experiência.

“Quando eu cheguei, em 2016, sabia que não ia jogar por conta do limite de estrangeiros. Surgiu o Verona e aceitei de braços abertos. Foi uma experiência única. No clube, apesar de ter jogado pouco, pude fazer cinco meses muito bons. O aprendizado foi o mais importante. Aprendi a língua, conheci uma nova cultura, a parte tática. Enfim, Hellas foi fundamental para o meu crescimento”, admite.

O defensor já tem certeza de como pretender que seja o fim: no canto da torcida rubro-negra.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget