Ano pra esquecer

KLEBER LEITE: Aos dez minutos de jogo, meu amigo Luiz Guilherme sapecou: “que pelada!!!”. Pensei cá com os meus botões: “caramba, como pode um time que luta por um título brasileiro, em um momento decisivo, errar tanto e jogar como se fosse um jogo amistoso?”.

Infelizmente, salvo um pequeno período do segundo tempo, exatamente quando Vitinho fez o gol, o time foi triste, muito abaixo da crítica.

Paquetá, desde que foi vendido, não está jogando nada. Éverton Ribeiro, hoje, irreconhecível. César falhou clamorosamente no gol de falta. Falha que ele mesmo reconheceu. A ausência de Diego Alves foi sentida.

Foto: Gilvan de Souza
Nossa zaga, lenta. O primeiro gol do Botafogo foi a prova do que falo. Pará, horrível. Rodnei, igual. E Uribe? Jogou? Que coisa medonha…

Vitinho pode ter sido a exceção. Vaiado o tempo todo pela torcida do Botafogo, teve personalidade e foi o único jogador do Flamengo a jogar em um nível razoável.

Agora, é torcer para o Atlético Mineiro. Aprendi que quando se transfere a esperança nos pés dos outros, a vaca já foi pro brejo…

Sábado triste. Flamengo que não foi Flamengo.

Hora de recomeçar. E, sem repetir os inúmeros equívocos cometidos este ano. E sem esquecer que dinheiro não faltou…

Ano pra esquecer…

Paquetá, desde que foi vendido, não está jogando nada. Éverton Ribeiro, hoje, irreconhecível.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget